Contos

O Discurso

Senhores, companheiros desta caminhada árdua, que chamamos de vida.

Neste momento, convido-os há refletir um pouco sobre suas vidas: Nas fazes e várias etapas que passaram nessa caminhada.

Quantas escolhas tomaram, sendo boas ou ruins?

Há que caminho seguirá daqui pra frente?

quantas pessoas conheceram e simplesmente desapareceram com o tempo, amigos que se foram eternamente, amores e medos que sugiram, e muitas das vezes  se dissiparam rapidamente, ao longo desse caminho aconteceu tantas coisas; pensamos, sorrimos e ficamos felizes diversas vezes, e infelizes algumas centenas de vezes também, pois felicidade como qualquer outro sentimento, só é sentindo em determinados momentos, é depois passa, como tudo nessa vida.

E não se esquecendo;  choramos, fomos fortes, e nos questionamos, brigamos, amamos, e conhecemos o  ódio, surgiram dúvidas respondidas e compreendidas hora sim, hora não, e foi vivendo nesse turbilhão de sentimento, de ações e reações que moldou seu caráter, postura e opiniões, sobre você e os demais, sobre tudo, opiniões essas que fizeram você mudar de conceito muitas vezes, foi preciso se reinventar,  e reavaliar tudo o que imaginará sobre determinados assuntos, apreendeu que na vida é preciso crescer e ser torna um homem, ou uma mulher, aprendeu que o mundo lá fora vai te derrubar, insaciavelmente, fará caíres uma queda atrás de outra, mas quem determinará seu fracasso é somente você.

Acredito que somos quem somos hoje por termos percorrido os diferentes obstáculos de nossas vidas, nessa imensa caminhada.

Desde crianças temos essa essência de evoluir, aprender, e descobrir e por isso um belo dia começamos a andar e quando percebemos já estávamos correndo e se aventurando em brincadeiras, de esconde – esconde em um mundo cheio de vida e agitação.

Pois isso não seria possível, se nas primeiras quedas desistíssemos de correr e se aventurar; cabe a nós decidir de que forma usar nossa essa essência.

Em momentos como esse, proponho:

onde estaríamos sem termos passado por tudo isso?

Por toda essa aprendizagem?

O que seriamos se não tivéssemos moldado nosso intelecto pelos caminhos da aprendizagem?

Seriamos meros bárbaros e animais, ignorantes, não por querer e sim por falta de conhecimento, mas muitos não perceberam que é necessário estudar, para compreender determinadas coisas, outros infelizmente já desistiram, por suas próprias escolhas, pois o fato de se acomodar é mais tranquilo e seguro, mesmo que o preço seja a ignorância.

Por que mergulhar em águas desconhecidas, e profundas do conhecimento é muito mais difícil, do que aprender uma meia dúzia de gírias, e músicas que não passam nenhuma mensagem, pois é infelizmente vivemos em uma época que é mais aceitável ser ignorante e medíocre, do que ser um homem que compreende os mistérios de uma boa leitura.

Se diz: penso, logo existo, quem pensa é a menor parte !

Anúncios

Sobre Thiago D.

Minha maior arte é a forma que eu vejo o mundo e as coisas que acontecem ao meu redor, tenho uma empatia muito grande, entendo como as coisas estão acontecendo ou devem acontecer e isso ajuda na minha percepção para fazer sistemas, estruturar raciocínios lógicos e a construir textos, contos e afins. Busco colocar em palavras os mais diversos sentimentos e sensações, o que escrevo não é autobiográfico, eu chamo de usar a vida como matéria prima. Meu jeito de escrever é esse, e se me perguntarem isso é ficção? Ou não é ficção? – Está no papel(no caso, tá no blog), aconteceu ou não, é ficção.

0 comentário em “O Discurso

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: