março 13, 2017

Me deixou só

Numa tarde de domingo,  ela foi embora.

E disse que nunca mais ia voltar.

Parecia premeditar abandonar o lar

Que feliz  a acolheu sem pensar.

 

Deixou pra trás sua camisa branca,

Dois maços de cigarro barato,

A escrivaninha barroca

E o meu coração esfacelado.

 

Era um dia chuvoso.

Quando o céu esbravejava sua ira.

Não se importou com meu estado nervoso.

Nem com o cabelo que molharia.

 

Bateu a porta e sumiu no horizonte.

Deixando seu perfume e sua saudade.

Que secou meu coração tal qual fonte.

Aterrada por maldade.

 

Ela me deixou a chorar.

Não sabia que ia doer tanto.

Eu ainda espero ela voltar.

Para dar ao meu coração, acalanto.

 

Não tem mais por do Sol feliz.

Não tem mais risada juvenil.

O que tenho agora é uma feia cicatriz.

E um coração febril.

 

Parece que a alma adoece.

A cada dia que nasce.

A alegria desfalece.

E a dor se enaltece.

 

Como é ruim chorar pela dor.

De uma ferida que ninguém pode curar.

Porque o único remédio dela é o amor.

De quem disse que não ia mais voltar.

 

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Sobre Lucia Mathias

Sou um ser humano multifacetado. Pra me conhecer, tem que estar disposto, a conviver com um monte de mulheres em uma só. Hora furacão, hora bonança, hora o próprio cão, hora criança. Sou eu... pra saber mais... ah! Vai ter que descobrir.

Últimos Posts Por Lucia Mathias

CATEGORIA

Poemas