A lista negra

Meu Deus pensei. A Lista. Ele está pegando as pessoas que estavam na Lista Negra. Comecei a andar de novo, só que, daquela vez, era como se estivesse correndo na areia. Meus pés pareciam pesados e cansados, era como se alguém tivesse amarrado algo ao redor do meu peito que me impedia de respirar, e ao mesmo tempo, me puxava para trás.

Jennifer Brown destrincha a vida de Valerie nessa trama forte e cheia de desespero, medo, saudades,traumas, assassinato, agonias, bullying, esperança, ódio e amor.

A lista negra é um livro pesado, que vai te fazer ver a vida numa perspectiva que as vezes nós esquecemos, em como algumas pessoas agem e nos dão pistas do que vão fazer. E nós pensamos que é bobagem ou que é brincadeira.

A forma que todos esses temas fortes são trabalhados ao longo do drama é de uma forma sutil e delicada, é incrível.

Nick Levil é um garoto que sofria todo tipo de bullying escolar por outros garotos, por ser estranho, ele sempre dizia para sua amada Valerie que iria acabar com aquilo, que ia fazer e acontecer, matar aqueles malditos e ela entrava na “brincadeira” que para ela não passava disso, mas para ele não.

(…) E foi assim que começou a famosa Lisa Negra: como uma piada. Uma forma de descarregar a frustração. No entanto, ela acabou se transformando em algo que eu nem imaginava.

Todos os dias, na aula de Álgebra, nós pegávamos o diário e escrevíamos os nomes de todas as pessoas da escola que odiávamos em segredo. Sentávamos na última fila, um do lado do outro, implicando com Christy Bruter e a professora Harfelz. Pessoas que nos irritavam, pessoas que pegavam no nosso pé. Especialmente aqueles que nos intimidavam, a nós e a outras pessoas

Até que um dia a pressão foi demais, e Nick Levil matou muitas pessoas no seu colégio  e então começou a história dos sobreviventes após esses acontecimentos, tudo contado pelos olhos da protagonista Valerie, que tinha problemas sociais terríveis antes e agora após seu namorado ter matado vários colegas que estavam em uma lista negra que Valerie tinha escrito com os nomes das pessoas que ela queria que morressem.

Eu parecia completamente culpada, até mesmo para mim, mas sabia também 
que não tinha feito nada.
E então Valerie se vê sozinha com todos contra ela, até mesmo sua familia e então o livro começa ser narrado entre passado e presente, e aos poucos Valerie vai definhando em solidão e ao mesmo tempo tenta ser forte para se recompor.
Era bom fazer parte de um ‘nós’, com os mesmos pensamentos, os mesmo sentimentos, os mesmos problemas. Mas, agora, a outra metade desse ‘nós’ tinha ido embora e, deitada no meu quarto escuro, percebi que não sabia como me tornar eu mesmo de novo.
Se tem alguma palavra que possa definir este livro sem duvida alguma seria “Real ” e
acho que é impossível alguém ler este livro e não gostar, não se envolver com a historia é impossível, não se afeiçoar pela Valerie. Eu terminei esse livro com os olhos marejados e fiquei bastante pensativo, com certeza foi um dos melhores livros que já li e recomendo a todos vocês !

As pessoas fazem isso o tempo todo – acham que “sabem” o que está se passando na cabeça de alguém. Isso é impossível. É um erro achar isso. Um erro muito grande. Um erro que, se você não tiver cuidado, pode arruinar sua vida.”

Anúncios

Autor: Thiago D.

Minha maior arte é a forma que eu vejo o mundo e as coisas que acontecem ao meu redor, tenho uma empatia muito grande, entendo como as coisas estão acontecendo ou devem acontecer e isso ajuda na minha percepção para fazer sistemas, estruturar raciocínios lógicos e a construir textos, contos e afins. Busco colocar em palavras os mais diversos sentimentos e sensações, o que escrevo não é autobiográfico, eu chamo de usar a vida como matéria prima. Meu jeito de escrever é esse, e se me perguntarem isso é ficção? Ou não é ficção? – Está no papel(no caso, tá no blog), aconteceu ou não, é ficção.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s