Típico homem do século passado

Acho que não nasci no século certo,
Não sinto como se pudesse ser desse mundo,

As vezes sinto falta da inocência da infância, de quando deitava e dormia, e quando acordava não tinha nada com que se preocupar.

sinto falta de como eram as brigas daquela época, não guardava magoa, rancor e nem raiva de ninguém, no máximo por uns minutos e logo éramos melhores amigos de novo.

As vezes paro e me questiono como isso era possível, era por não ter orgulho ?
por não deixar algo me afetar? Não sei, mas isso de certa forma mudou.

Hoje acho que me acostumei a ser sozinho, ou pelo menos sigo em frente, e isso endurece, faz um puta estrago.

Saudades de uma vida que não existe mais, sinto nostalgia de pensar em como foi minha infância e é incrível entender as coisas com que nos acostumamos nessa vida.

Anúncios

Autor: Thiago D.

Minha maior arte é a forma que eu vejo o mundo e as coisas que acontecem ao meu redor, tenho uma empatia muito grande, entendo como as coisas estão acontecendo ou devem acontecer e isso ajuda na minha percepção para fazer sistemas, estruturar raciocínios lógicos e a construir textos, contos e afins. Busco colocar em palavras os mais diversos sentimentos e sensações, o que escrevo não é autobiográfico, eu chamo de usar a vida como matéria prima. Meu jeito de escrever é esse, e se me perguntarem isso é ficção? Ou não é ficção? – Está no papel(no caso, tá no blog), aconteceu ou não, é ficção.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s