Nossos sonhos de sermos astronautas, super heróis, ou simplesmente livres como os pássaros quando crianças foram roubados a mão armada pela realidade repressora.

A cada passo rumo a vida adulta pelo caminho fica perdido um sonho. Tudo que era colorido aos nossos olhos, hoje é preto e branco. Até o palhaço ficou triste, nossos olhos já não brilham tanto como antes e a adrenalina já baixou.

Vamos abrindo mão de muitos desejos e quando já não se tem nada para dispor tem-se a morte.

Há quem morra todos os dias, mas a realidade o ressuscita. Pois, no fundo da gaveta tem mais um boleto a ser pago e, por muita das vezes, não é referente aos gastos da última viajem a Paris, são só contas que pagamos para sobreviver.

É uma morte diária, é cansativo, é doloroso.

Quantas vezes os nossos sonhos sucumbiram a realidade fria e monocromática?

Claro que não dá para ser feliz todos os dias, mas a realidade vai além de sermos infelizes, somos frustrados.

É viver de metades, do que dá, viver com vontade de ser outra versão de você mesmo.

As vezes, nosso desejo é só deitar em uma rede e deixar o tempo passar, mas nem para isso temos tempo mais.

Minha alma chora, mas a realidade não me deixa morrer, mesmo quando ela já me matou. Pois, como tortura ela me ressuscita todos os dias. 

Anúncios