O brilho do seu vestido de ceda vermelho, brilhava menos do que suas coxas expostas.
Ela desfilava enquanto passava entre o balcão do bar, e se sentava ao lado de homens em suas noites, seus lábios carnudos com um batom vermelho destacavam sua boquinha que sussurrava sacanagem em seus ouvidos.

Os homens não resistiam a tamanha beleza, eram seduzidos uns depois dos outros e assim a moça ganhava a vida.

Arriscava. Fazia o que tinha vontade. Não tinha nada a perder !

Em um dia ela conseguia ganhar o que aqueles caras trabalhavam um mês para conseguir, mas eles estavam dispostos a pagar por aquela mulher. Estavam cansados de suas vidas na mesma proporção em que estavam solteiros.

Suas curvas eram lindas, seus seios médios e macios, bicos sempre empinados que era perceptível através de seu vestido.
Sua bunda era o destaque;
Grande.
Branca.
Redonda.

E arrebitada, os clientes diziam que era a famosa bumbum na nuca e se esbanjavam naquela delicia.

Mas tamanha perfeição devia de ter algum defeito. Não é mesmo ?

E tinha, ela era triste e infeliz, mas não era por conta do seu trabalho… nisso era bem resolvida. Mas na vida nem sempre tudo é simples e apesar de sempre sorrir, por dentro o vazio a dominava.

Então suas noites agitadas a preenchiam um pouco, mas no final ela era sempre a voltar sozinha, enquanto seus clientes iam para suas esposas, famílias, noivas, namoradas ou para alguém.

Ela voltava para suas drogas, seu álcool, suas garrafas pela metade e sua cama de estopim que a qualquer momento podia explodir.

Enquanto ela estava naquela vida, a vida estava se esvaindo aos poucos dela.

Era como uma alquimia, precisava de equivalência, mas algo deu errado e a cobrança foi alta demais.

Algumas pessoas deixam que as mágoas da vida as destruam por dentro e acabam se perdendo em si mesmas.

Pois carregar nas costas o peso da culpa pode paralisar você.

Na dúvida, tente se ajudar, passar por aquilo.

Na pior das hipóteses, você vai aprender com o fracasso.

Pois vai aprender que quando bater o desespero, primeiro precisa respirar.

E só depois.

Tome a sua decisão.

Anúncios