Fim de tarde e o dia para ele apenas começou, a fim de curti o ” por do sol ” ele poe seu skate no chão e sai em busca de sua trupe da noite, todos com a mente a mil de problemas.

– Jovens e Rebeldia talvez seja o fardo que todos pais tenham que carregar – ele pensa alto, mas com o semblante frustrado por não achar que ir ver o “por do sol” seja rebeldia.

Indo se refugiar em outro universo, afim de uma válvula de escape, ele busca o cigarro, álcool e outras drogas não tão prejudiciais quanto as duas anteriores… ao chegar aonde se encontram, senta encima do Shape e se deslumbra com o “por do sol” de uma maneira jamais vista, sente como se o calor daquela estrela, o esteja consumindo, levando-o para uma viagem sem os sentidos, onde ele e o universo sejam um só e nada mais, ali não existe sociedade, preconceitos, problemas, família, não existe nada … apenas o vazio, que se estende até o sol raiar, o galo cantar… Não, Não… até o smartphone despertar!

Ao desperta da penumbra, mas ainda dando piscadelas e vendo a linha tênue e ofuscada de luz iluminar sua retina, enxergando esse infinito de tons se misturarem, vê algo que realmente importa: Um novo dia.

Do dia anterior não se lembra de nada, só sente a angustia e a dor de cabeça o consumir, de maneira que a unica coisa que o faz lembrar da vida, é a ressaca! essa que o faz desperta para realidade.

Em meio de uma confusão de sentimentos, percebendo que não tem escapatória… a vida ta ai, cobrando e vai dele fraquejar, ele logo se poe em pé, vendo sua calça jeans rasgada na altura dos joelhos e sua trupe toda na mesma situação, ou pior, alguns desacordados… em meio as garrafas e bitucas e toda a parafernalha de evidencias que o fariam ser preso em um piscar de olhos.

Em pé ainda desnorteado ele vê que esta mais “fudido” que no dia anterior, sente a necessidade de vomitar, seu corpo clama por se livrar daquele veneno e então apos umas belas golfadas, ele se recompõe e vai imediatamente para conforto modesto da sua casa, de classe media… e lá se vê esgotado como se tivesse sido moído por um moedor de carne gigante, e mesmo daquele jeito, naquele estado; todo maltrapilho, ele se joga na cama e apaga instantaneamente, como se tivesse sido nocauteado.

Não por um soco de lutador de MMA, mas por algo que doí alem da dor física, que te destrói de maneira tão exorbitante que você deseja fazer tudo que esse jovem fez, e apôs apenas querer se deitar e deixar rolar um “sono”.

Ele foi Chutado pela vida, nocauteado pela sociedade e o capitalismo vai acabar com seu futuro provavelmente, e não digo que este jovem estará pronto pela noite, quem estaria ? mas estará de pé, isso lhes garanto pois a batalha não vai parar, esperando que ele se recupere, pelo contrario a vida apenas deu a ele a chance de usufruir do primeiro ROUND!

O segundo vem a seguir.

Anúncios