Crônicas

Não somos como as estrelas

The streets are filled with regret

As ruas estão cheias de arrependimento

É assustador como as coisas podem mudar completamente de um ano para o outro. Hoje eu sou o avesso do que já fui um dia anos atrás.

Descobri que não somos como as estrelas, que sempre estarão lá no céu de alguém.

Aprendi que tem amigo que mais parece da família e tem família que nem colega é.

Senti o peso da saudade, e soube que tu te tornas eternamente responsável por aquilo que pensou em falar, mas aí pensou demais e não falou, porém depois viu que devia ter falado.

Essas situações me fizeram perceber que de vez em quando, precisamos escapar de nós mesmos.

E que as vezes tenho saudades, mas não quero de volta. E em outras momentos sinto tanta saudades de pessoas que se foram, que com certeza daria tudo para ter de volta.

A vida brinca assim conosco, faz esses impasses para provar o que é a vida de verdade.

E como ela realmente é, talvez se nós não nos preocupássemos tanto em encontrar os motivos de nossos erros, e não nós levássemos tão a sério. Provavelmente não estaríamos precisando lidar com a vida tão violenta como ela é.

Por isso sempre penso em como as crianças são tão puras e felizes, às vezes tenho saudades desse sentimento sabe ?

De ter oportunidade de escolher entre ser feliz e ver a vida como ela realmente é.

 

Anúncios

Sobre Thiago D.

Minha maior arte é a forma que eu vejo o mundo e as coisas que acontecem ao meu redor, tenho uma empatia muito grande, entendo como as coisas estão acontecendo ou devem acontecer e isso ajuda na minha percepção para fazer sistemas, estruturar raciocínios lógicos e a construir textos, contos e afins. Busco colocar em palavras os mais diversos sentimentos e sensações, o que escrevo não é autobiográfico, eu chamo de usar a vida como matéria prima. Meu jeito de escrever é esse, e se me perguntarem isso é ficção? Ou não é ficção? – Está no papel(no caso, tá no blog), aconteceu ou não, é ficção.

10 comentários em “Não somos como as estrelas

  1. Oi, tudo bem?
    Nossa que texto lindo! As vezes dá vontade mesmo de fugir da gente mesmo.
    É uma confusão que só minha mente as vezes, me identifiquei muito com o texto!
    XOXO, Kakau

    Curtido por 1 pessoa

  2. Que texto profundo e sério. As estrelas estão lá há mto tempo tb, qndo a vemos talvez elas nem existam mais. Quando olhamos para o céu, vemos milhares de ppassados e não futuros. Eu quero caminhar pra frente, à vezes é difícil ficar parado no passado, mas o importante é caminhar. Beijos

    Curtido por 1 pessoa

  3. Muito interessante sua visão, ser estrela é ser e viver em um mundo surreal, que talvez só exista em nós mesmos. Seguir em frente é o grande caminho!

    Curtido por 1 pessoa

  4. Gostei muito do seu texto. Precisamos realmente nos preocupar com quem vale a pena e não ficarmos presos ao que nos deixa triste.

    Beijos

    Curtido por 1 pessoa

  5. Texto lindo, com uma reflexão profunda e importantíssima. Achei demais ler, me deu muito o que pensar.
    Beijos
    Mari
    Pequenos Retalhos

    Curtir

  6. Olá, tudo bem?

    Que texto maravilhoso, era tudo que eu precisava nesse momento, por toda a sua singularidade. Acho que é exatamente isto, não somos como as estrelas, estamos sempre e constante mudanças e elas veem para o nosso melhor, para nos fazer crescer. Já me senti diversas vezes como você narrou em seu texto. Senti saudades, mas não queria ter por perto, sabia que não era o certo. Assim, como também senti saudade e queria do lado. Um belo texto, com uma bela reflexão!

    Beijos!

    Curtir

  7. Oi Thiago!!
    Amei seu texto. Eu amei essa comparação de sermos como estrelas, faz total sentido. Sempre seremos importantes para uns enquanto somos totalmente esquecidos por outros.
    Parabéns pelo texto!!
    Bjs
    https://almde50tons.wordpress.com/

    Curtir

  8. O segundo texto que leio aqui nesse blog inspirador. De verdade, gostei muito desse também.
    Realmente há muita gente da família que mais parece colega e concordo que”de vez em quando precisamos escapar de nós mesmos”. Viver em busca do novo, do incomum é essencial.

    Abraço.
    Diego, Blog Vida & Letras
    http://www.blogvidaeletras.blogspot.com

    Curtir

  9. Muito bom o texto. Viver é para os corajosos não é mesmo? Mas o que é realmente digno do título “corajoso”?. Quer saber, respiremos e vamos ao próximo passo. É o que importa. Pois vida, tudo é. Apesar que nada é, tudo está.
    http://www.unalome.com.br

    Curtir

  10. Esther De Sa

    Olá Thiago, tudo bem?
    Parabéns pela reflexão! A vida é cheia de mudanças e, infelizmente, nem sempre conseguimos lidar com elas. Mas creio que por mais que o passado tenha sido bom, devemos continuar seguindo em frente até alcançarmos aquilo que queremos. E se no caminho for necessário parar, escapar de nós mesmos, esquecer algumas pessoas…tudo bem, assim é a vida.
    Abraços!

    Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: