O vento sopra do norte

Tal qual uma brisa morna

Com um odor peculiar

O que seria esse odor?

Lembra pão quentinho

Ou o perfume do meu amor

E ele traz um som

Como uma cantiga de ninar

Será que é nostalgia?

Sinto o vento me rodear

Como faria um tornado

Só que mais gentil

Ele me obriga a me endireitar

E erguer a cabeça

Eis que ouço uma voz

Calma e estimulante

Que me diz: “Só mais um passo”

Agora entendi, está claro

Esse gentil vento

É um sopro de esperança

Anúncios