Poemas

Asfixia.  

Sociedade sucumbia

o humano não via.

Apenas sentia,

se perdia.
Atrás de padrões tradicionais se escondia,

na rua fingia em casa enlouquecia.

Autenticidade gostaria

mas a falta de liberdade reprimia!

Desrespeito pelo diferente dava agonia.

 

O eu natural,

sumia!
A expressão essencial não surgia,

aos poucos adoecia.

Remédio engolia,

intensa hipocondria.

Nada mais valia!
Partia sem ser o que queria,

morria!

Já que a coragem de ser ele não vencia, era a vida que punia por tamanha covardia.

De si não se enchia,

asfixia!

Anúncios

0 comentário em “Asfixia.  

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: