can feel their laughter, so, why do I sear?
~ Black, Pearl Jam

Quantas lembranças cabem em uma música ?
Quantas memórias se encontram em um coração ?
Quantos amores se vive em uma vida ?

Essas perguntas acima são algumas questões que veem me fazendo pensar bastante ultimamente, então senta ai, vamos conversar, tomar um café e comer umas tapiocas, quem aí trouxe lanche pra gente dividir?

preparados ? lá vai.

Quando não somos maduros o suficiente e principalmente quando saímos para vida ainda sendo crianças e adolescentes achando que o mundo é nosso e que nossa opinião é mais correta, nessa época achamos que tudo é oito ou oitenta, mas quando a idade vai chegando…. Pah! Percebemos que a vida é mais do que certezas absolutas e pelo contrário de tudo que achávamos quando eramos imaturos, a vida é toda construída em incertezas.

KABUMMMMMMMMM! e o mundo foi para o espaço \o/

Alguns dizem que a única certeza é a morte, mas nem isso sabemos quando vai acontecer.

Vemos que nada é tão simples ao ponto de saber que é aquilo ou é isso e ponto final.

E quando envolvemos sentimentos e pessoas nesse calculo, vixe, isso chega ao ápice, pois cada pessoa é um mundo paralelo em que alguns pontos se intercedem no mundo de outro alguém.

Descobrimos como as palavras que li uma vez do Victor Hugo um dos imortais da Academia Brasileira de letras que a vida não passa de uma longa perda de tudo o que amamos.

E que doí e há coisas que nunca passam e para sempre estarão conosco, só precisamos aprender a lidar e seguir em frente.

Mas também você vai aprender que há pessoas que são aquela coisa boa no meio de um monte de problemas, sabe? são raras, mas elas estão por ai.

Porem realmente você vai conhecer algumas pessoas que pensam ser o centro do universo, e para elas vai ser o maior choque, ao descobrirem que não o são.

Mas acima de tudo isso que disse até agora, se você está triste, acha que ninguém liga pra você, atrase seus boletos.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Sobre Thiago D.

Minha maior arte é a forma que eu vejo o mundo e as coisas que acontecem ao meu redor, tenho uma empatia muito grande, entendo como as coisas estão acontecendo ou devem acontecer e isso ajuda na minha percepção para fazer sistemas, estruturar raciocínios lógicos e a construir textos, contos e afins. Busco colocar em palavras os mais diversos sentimentos e sensações, o que escrevo não é autobiográfico, eu chamo de usar a vida como matéria prima. Meu jeito de escrever é esse, e se me perguntarem isso é ficção? Ou não é ficção? – Está no papel(no caso, tá no blog), aconteceu ou não, é ficção.

Últimos Posts Por Thiago D.

CATEGORIA

Textos