A difícil tarefa de ser ateu no brasil.

Quando você descobre que em meio a evolução digital, criaram uma revista ateísta, que não é somente para ateus, é para quem quer pontos de vistas diferentes, sobre aspectos dá vida que são comumente expressados apenas com religião, que não é uma coisa ruim, mas não é a única maneira de se ver as coisas, bate até uma esperança.

Temos o livre arbítrio e o livre pensamento não é mesmo?

Mas quantas vezes você já não deve ter ouvido; “Se um ateu não reconhece que está sendo constantemente monitorado e avaliado por deus, quais seriam as razões para ele ser honesto”, consegue perceber que essa indagação está errada ? A religiosidade, ou a ausência dela, não define ou determina o caráter de ninguém.

Screenshot_3

E nessa primeira edição da primeira revista ateísta do Brasil, tratam justamente disso, esta revista é dedicada à ciência, ao ceticismo, humanismo e ateísmo.

Bom recomendo essa revista para todos, é um passo pequeno, mas ainda assim mostra que existe pessoas diferentes no país e no mundo, que tem poder intelectual de produzir algo totalmente independente e que foi um sucesso, já tem a 2º edição que comentarei aqui posteriormente oque achei da leitura e também depois que eu ler a 3º edição comento sobre ela.

Screenshot_4.png

Link para comprar a revista:

https://revistaateista.wordpress.com/

Obs: Que leitura magnífica ❤

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Sobre Thiago D.

Minha maior arte é a forma que eu vejo o mundo e as coisas que acontecem ao meu redor, tenho uma empatia muito grande, entendo como as coisas estão acontecendo ou devem acontecer e isso ajuda na minha percepção para fazer sistemas, estruturar raciocínios lógicos e a construir textos, contos e afins. Busco colocar em palavras os mais diversos sentimentos e sensações, o que escrevo não é autobiográfico, eu chamo de usar a vida como matéria prima. Meu jeito de escrever é esse, e se me perguntarem isso é ficção? Ou não é ficção? – Está no papel(no caso, tá no blog), aconteceu ou não, é ficção.

Últimos Posts Por Thiago D.

CATEGORIA

Resenhando

Tags

, , , , ,