Textos

O Poder Libertador do Foda-se

E hoje, em conselhos da titia Lucy… Darei a receita de uma vida bem resolvida!

Esses dias estava conversando com meu psicólogo e me ouvindo cheguei à uma conclusão: Eu me preocupo demais com o outro e acabo me negligenciando. A frase é até bonitinha, mas viver assim não tem nada de legal. Sabe aquela coisa:

ah! fulano vai ficar triste!…

Como eu vou dar tal notícia!…

Vou ficar mais um pouco só por educação!

Foram frases que fizeram parte da minha vida, normal. O que não é normal na minha vida é que, por muito tempo as frases:

E daí?

Eu quero fazer isso agora…

Vou embora…

Olha! vai doer, mas tenho que te contar…

Minha decisão final é…

Eram tão difíceis de ser faladas que eu chegava a passar mal.

Depois de algum tempo me ouvindo, percebi que, todo mundo ficava bem comigo, só eu que não. Realmente era a melhor pessoa para se conviver, afinal, como é bom conviver com alguém que não gera conflitos, né?

Infelizmente, eu era a minha pior companhia porque os conflitos que não gerava pros outros, gerava em mim. E as brigas internas eram eternas e ninguém entendia o motivo de minha irritação, ou isolamento. Tudo mudou no dia em que eu ouvi de um profissional, um curador de almas… do meu psicólogo a seguinte pergunta:

– E quando você vai mandar alguém se “fuder” nessa vida?

Eu me assustei, mas a pergunta estava no contexto… nunca imaginei ouvir isso mas, terapia serve pra isso mesmo… Desde desse dia, minha vida mudou… e concluí: O FODA-SE é libertador. A partir do momento em que comecei a usar a expressão, ainda que mentalmente:

Foda-se sua opinião…

Foda-se seu compromisso, tenho que honrar os meus…

Foda-se seu mimimi…

Foda-se porque foda-se mesmo…

Consegui muitas coisas, ser mais respeitada e descobri que é melhor enfrentar um conflito com o outro do que viver conflitos consigo mesmo.

Então amiguinhos/as… esse não é um tutorial de como ser feliz, ou uma propaganda Polishop de como resolver sua vida, é só um conselho prático para melhorar sua relacionamento consigo e com os outros.

Pratique o Foda-se!!!

Se não por você, faça por quem você ama, pelas pessoas que convivem com você. Existem muitas formas de usá-lo: mentalmente, veladamente, explicitamente, gritando para o mundo,  em frases mais educadinhas, com voz macia, com voz firme, em público, no ouvidinho do seu crush que não amassa nada… enfim, ache a melhor forma e faça!

Esse talvez seja um dos pilares da individualidade e da responsabilidade por nossos atos e sentimentos, é saúde, é vida. Logicamente, existem momentos em que precisamos ceder, pensar mais um pouco e até, por questão de sabedoria, mudarmos de ideia e apoiar a decisão do outro, mas esses momentos devem ser equilibrados com o nosso os nossos momentos de decisão. Depois de algum tempo, constatei que o foda-se, faz parte do processo de amadurecimento do ser… Nouss, alguém deveria escrever sobre isso.

Seja mais produtivo, mais feliz, mais simpático…  não deixe que as vontades alheias lhe tirem a autonomia de você ser quem é, ficar ou partir, enfim… Precisamos aprender a nos impor e também a nos valorizar mais. Na verdade, não tem quem não gosta de uma pessoa que sai se responsabilizam por suas próprias vidas.

 

 

Pratique e me conte os resultados!

ATÉ A PRÓXIMA E… SE VC MERECER OU PRECISAR … FODA-SE!

 

 

 

 

Anúncios

Sou um ser humano multifacetado. Pra me conhecer, tem que estar disposto, a conviver com um monte de mulheres em uma só. Hora furacão, hora bonança, hora o próprio cão, hora criança. Sou eu... pra saber mais... ah! Vai ter que descobrir.

0 comentário em “O Poder Libertador do Foda-se

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: