Textos

Ponto Esperança

Esses dias tava pensando em fazer uma tatuagem.

Tenho minhas ressalvas quanto, mas me deu vontade de fazer, talvez porque esteja num momento “Tia Sukita”… kkk, ou só porque deu vontade mesmo. O engraçado é que, diante de tantos desenhos lindos, significativos e exóticos… só me senti atraída a imprimir no meu corpo, uma imagem: um ponto e vírgula ( ; ).

Pode parecer estranho, mas o ponto e vírgula é o sinal gráfico que mais gosto, e o que pra mim, é o mais significante. Ele sempre é colocado quando o autor decide continuar um parágrafo quando parece finalizado, contudo, o assunto continua.

É tipo a esperança…

Mesmo que tenhamos a impressão que tudo tenha se acabado, quando o horizonte parece que se perde e nós nos sentimos entediados pela dor da situação que não muda, esse sentimento que aparece, que a gente não sabe de onde e nos dá força pra continuar… e nessa continuação, a vida volta a rodar e, sem que percebamos, a história muda, e os dias maus passam e voltamos a sorrir. Não sei se você concordaria comigo, mas eu, Lucy , acho que o nome do ponto e vírgula deveria ser “esperança”.

Imagine o ditados de antigamente:

– Escreva:

– João foi ao mercado (vírgula), comprou pão e queijo e voltou de bicicleta para casa (ponto esperança); logo mais comeu o pão com queijo.

Aprenderíamos desde a mais tenra infância que, as histórias podem continuar, ainda que parecessem estar finalizadas.

Mas Lucy, e as histórias ruins? Nessas continuaríamos colocando um ponto final. Fato, ninguém merece viver o que não quer.

O “ponto esperança”, caberia apenas para o que não teríamos vontade de terminar; sabe aquele namoro que terminou com um beijo inesquecível, que a gente não gostaria de terminar, ou aquele ano letivo, com aquela turma dahora, com amigos mais que queridos, que depois de alguns anos só ficam na lembrança; talvez aquele dia de verão em que saímos para aproveitar o sol.

São tantas as possibilidades, tantos os contextos, tantos os momentos que, depois que passam deixam um sentimento tão bom, que não temos gostaríamos que continuasse!

Eu tenho um momento desses: O último abraço que dei em Denise. Como gostaria que aquele momento tivesse durado mais. Já faz algum tempo, mas se me concentro, ainda sinto a textura dos cabelos dela entre os meus dedos, o cheiro do perfume, parece até que ouço as batidas do seu coração. Como gostaria que aquele momento demorasse muito mais, sei lá… que naquele momento houvesse um ponto e vírgula que me garantisse encontrá-la viva no outro dia… mas não foi assim, aquele abraço foi um ponto final que choro até hoje.

Como é lindo o ponto e vírgula… como gosto de usá-lo; as vezes uso, sem saber se está certo, só pra  vê-lo e, independente do que o texto diga, o coloco só pra ter o prazer de sentir que aquele não é o final, o assunto vai continuar.

Espero ter coragem de, antes do final do ano, imprimir em mim, o ponto esperança. Só para poder ter impressa na minha pele, a lembrança de que, quer sejam os dias bons ou maus, independente do que pense ou sinta, sempre terei o benefício do ponto e vírgula nas minhas histórias ainda que a dor queira me fazer colocar um ponto final.

 

 

 

Anúncios

Sou um ser humano multifacetado. Pra me conhecer, tem que estar disposto, a conviver com um monte de mulheres em uma só. Hora furacão, hora bonança, hora o próprio cão, hora criança. Sou eu... pra saber mais... ah! Vai ter que descobrir.

0 comentário em “Ponto Esperança

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: