Em um mundo de pancadas, carinho é ouro.

E é assim que começamos mais uma reflexão meus caros amigos.

Vamos nessa comigo ?

Sentir e se deixar viver sentimentos, deveria no mínimo, ser algo natural e não uma coisa revolucionária como estamos vendo por aí.

Hoje em dia o ponto fora da curva é a recíproca, mas é tão estranho pensar assim. A recíproca deveria ser o mínimo das relações entre as pessoas entende ?

As pessoas estão tão acostumadas em não ter nada de sentimentos dos outros ao seu redor, que quando tem elas se impressionam.

Não era para ser assim, era para ser o contrário. Quando não tivesse demonstrações…ouviríamos um “Ei o que está acontecendo com você ?”

Mas não sei com vocês, mas eu geralmente recebo essa pergunta quando faço algo de bom para alguém, à pessoa não espera, ela acha que vem pancada e quando recebe elogios, desmonta. Entende o que quero dizer ?

As pessoas estão feridas, machucadas não por fora, mas por dentro, sabe ? cicatrizes emocionais.

Igual um cachorro que tomou umas pauladas de um estranho. Se outra pessoa chegar perto, ele vai atacar, vai querer morder, ele não confia mais, se sente ameaçado.

E é assim que vejo as pessoas se comportarem com os sentimentos.

Quando não nós entendemos, é impossível entender o próximo. É impossível ter empatia, é inimaginável  demostrar.

Risos e lágrimas, aplausos e vaias, fazem parte da história de cada ser humano.
Não tenha medo da vida, tenha medo de não vivê-la intensamente.

Anúncios