Como antecipamos os loucos quando não sabemos como loucos pensam?

David Fincher está de volta e dessa vez em uma série, uma surpresa magnifica para os fã do diretor que já fez clássicos no cinema, como o Clube da luta e Seven.

A história de mindhunter gira em torno de Holden Ford, interpretado por Jonathan Groff, Bill Tench que é interpretado por Holt McCallany e Wendy interpretada por Anna Torv.

5378323

Ford e Tench são agentes especiais do FBI, mas não se enganem pensando que são os cara que vão dar tiro ou toda aquela ação de filmes de gênero, em mindhunter o lance é o estudo comportamental de pessoas que cometeram crimes hediondos, crimes honrosos, eles estão começando um estudo para entender a mente, o comportamento desses homens que são desmedidamente violentos e perigosos.

Eles conhecem a estudiosa Wendy, que tem um amplo estudo sobre comportamento de criminosos e ela se junta a eles, formando a equipe de estudo comportamental do FBI.

Assim começam à descobrir mais a fundo que tudo tem um motivo e que na maioria das vezes esse motivo é  por conta da criação que tiveram, ou de uma decepção amorosa, algum sério problema de trabalho ou qualquer razão mais palpável. Ninguém matava apenas por matar.

3286559.jpg-r_1500_784-f_jpg-q_x-xxyxx

Os traumas e os gatilhos para os assassinos cometerem tais atrocidades chocam muitas vezes e, todos episódios tem muitas referências psicológicas ao decorrer da série, todo o clima de suspense sob o olhar dos agentes e, principalmente de Holden Ford faz com que você fique imersivo na série, a trilha sonora, a fotografia, sinceramente é espetacular.

391_Mindhunter_103_Unit_04270R2.jpg

Preciso falar também de Ed Kemper interpretado por Cameron Britton, que sem dúvidas é uma das melhores interpretações da série, o gigante assassino é deliberadamente inteligente e consciente de seus atos, como Wendy conclui ele é o criminoso organizado, ele estudou e treinou antes de cometer suas atrocidades e quando ele conversa pela primeira vez com o agente Ford, meu que episódio esplendido, é um suspense tremendo.

Gostei muito dos diálogos da série também, uns dos melhores é com o Jerry Brudos que é interpretado por Happy Anderson, onde Bill Tench o provoca dizendo um apelido que a esposa dele o chamava. Ele pira e quer sair da entrevista, mas Ford tem um presente a ele, um sapato de mulher, que faz o assassino voltar e o mesmo até se masturba, é pesado, mas é um dos gatilhos para esse psicopata.

O final dessa primeira temporada é demais, Ford é um rapaz completamente interessado em entender melhor a mente dos criminosos e se mostra absolutamente disponível à fazer o que for necessário para atingir sua meta, mesmo que isso implique tentar se parecer a eles no linguajar das entrevistas e, mesmo que isso provoque na perda de respeito de seus colegas de trabalho.

 

Anúncios