Textos

Dança comigo, Morte

Vem me encontrar.

Não sei onde, não sei como,

mas sei que não posso me negar.

de a qualquer momento te abraçar.

 

Beijar teus lábios frios.

Dançar teu ritmo funesto,

me aconchegar em teus braços alvos

Sentir teu toque gélido.

 

O que será que nos diremos?

Será um: Olá?

Será que vou gritar?

Ou simplesmente me jogar?

 

Que venhas vestida do linho mais fino.

Ou na fazenda de toque sedoso.

Com disposição louca e envolvente.

para que dancemos com a intensidade.

Que dancei com o vento impetuoso.

 

Segure minha mão,

Me envolva pela cintura.

Encoste teu rosto no meu.

Sussurre que você é minha cura.

 

E ao ouvir tuas promessas impossíveis.

Enquanto dançamos, chorarei em teu seio.

Mesclando com o sorriso nervoso.

De quem sente se esvair a dor do peito.

 

E enquanto dançarmos, o mundo desaparecerá.

E ao olhar em teus olhos, sentirei meu coração parar.

E o folego vigoroso, da juventude perdida.

Se extinguirá, no beijo eterno e frio que me darás.

 

Seja gentil, ó dama da noite.

E tenha paciência com este par.

Que sempre te desejou.

Mas ainda não sabe se quer te encontrar.

 

Anúncios

A grande beleza de ser humano é ter a liberdade de mudar.... Pois bem, continuo mudando e melhorando Sou apaixonada por pessoas Sou apaixonada pela vida E quero viver sempre o melhor dela... ah! Descobri que gosto muito de dinheiro e do que ele pode me proporcionar... e isso não é pecado.

0 comentário em “Dança comigo, Morte

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: