novembro 7, 2017

E se nada der certo?

Meu primeiro trabalho mesmo foi em uma lan house. Também fui atendente de telemarketing na atento, mas antes disso já havia trabalhado na “feira” vendendo dvd, também já até trabalhei como ajudante de eletricista e fui ajudante de pedreiro. Alguns podem estar pensando: deu tudo certo pro Thiago. Desenvolvedor diplomado, trabalha em uma startup de reconhecimento facial no que muitos dizem ser um vale do silício do Brasil, participa do desenvolvimento de programas que podem mudar o comportamento das pessoas e afetar diretamente seu dia a dia. Mas o fato é que nem sempre tudo deu certo para mim, nem sempre sabia o que estava fazendo e se era o certo naquele momento. Corria o risco, por um tempo até quase desisti do que amo fazer, por ninguém me dar a chance de entrar na área, mas continuei e arrisquei, mas nada deu errado por ter uma família e uma educação presente, em todos os detalhes e momentos de minha vida até hoje.

Sou de família pobre e estou lutando para crescer nesse mundão, e olho com profunda tristeza as fotos da escola, que fez o dia do “E se nada der certo”. Àqueles estudantes, não aprenderam o sentido de “bem-sucedido”, e com certeza fizeram pouco caso da profissão de muitos.

Mas ser bem-sucedido não é ter status, não é tão pouco falar aqui com hipocrisia que é ter saúde, para de pensar essas besteiras. Ser bem-sucedido mesmo é algo mais intrínseco do que futilidades, de dinheiro, bens e status. Ser bem-sucedido é muito pessoal, aprendi nesses anos e mais nesses últimos anos que nada tem haver com ter tudo, não adianta nada, viver somente por esses objetivos mesquinhos e lá no fundo ser vazio, não ter felicidade e não querer o bem das pessoas próximas, só pensar em si e que os outros se dispunham a servi-lo. Acho que esse tipo de pessoa e atitude não valem nada e muito pelo contrario não são nada bem sucedidos, esses devaneios de pensarem que são superiores é por conta de seus egos inflados, pelo leite com pera que sempre receberam e toda a passada de mão na cabeça em formas de cafuné que o fizeram perder o respeito.

Para mim esses alunos não passam sim da escoria, eles sim já deram errado e se não fizerem algo a respeito nunca darão certo e muito pelo contrario do que pensam serão mau-sucedidos na vida. Aos pais dessa molecada, ensine seus filhos quais são os valores reais que se precisa ter na vida e não a menos presarem outras pessoas, tenha paciência com seus filhos enquanto eles escolhem o que desejam pro futuro, mas ensine que profissão nenhuma o fara menos ou mais digno de algo ou alguém. Antes um jovem indeciso, do que um adulto frustrado e com ego inflado.

Crie homens e mulheres que vão melhorar nossa sociedade e não mais alguns que só nós atrapalharam nessa caminhada árdua, sei como é difícil escolher o destino aos 15, 16 anos. Passei por isso e todo mundo vai passar, é uma covardia com quem viu tampouco da vida. Nessa idade não vimos nada na verdade, o mundo é a melhor escola para se aprender e olha ela ensina que não tem essa de dar rótulo para caso “nada dê certo”.

Esperamos toda semana pela sexta, todo mês pelo salário, todo ano pelas férias, agradecemos os feriados e se é emenda puta que pariu “estouramos”, acredito que a vida do jeito que é vivida pela grande maioria é muito limitada, não sei você, mas eu sei realmente que ela pode oferecer mais do que estamos vivendo, podemos conquistar mais, lutar por mais, querer mais, fazer mais e sonhar grande, passamos toda vida esperando pela felicidade… mas pera, não acham que algo está errado ?

Exceto pelo fato que tudo termina, temos a vida inteira para conquistar aquilo que queremos.

No meu caso encontrei na escrita a famosa válvula de escape. Encontrei nas palavras a minha liberdade. E sei hoje que quando não consigo escrever tem algo de errado acontecendo comigo.

Mas essa não é minha profissão, é meu hobby.

Mas e se nada desse certo ?

Anúncios

Participe da conversa! 2 comentários

  1. Se nada der certo, continue a nadar… Pq a jornada ainda não terminou

    Curtido por 1 pessoa

    Responder
  2. Os frutos dos homens estão na beleza e na justiça. Ainda que nada dos caminhos convencionais der certo. Você poderá estar escrevendo. A felicidade está no que ninguém pode nos tirar. Gostei do seu depoimento.

    Curtido por 1 pessoa

    Responder

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

Sobre Thiago D.

Minha maior arte é a forma que eu vejo o mundo e as coisas que acontecem ao meu redor, tenho uma empatia muito grande, entendo como as coisas estão acontecendo ou devem acontecer e isso ajuda na minha percepção para fazer sistemas, estruturar raciocínios lógicos e a construir textos, contos e afins. Busco colocar em palavras os mais diversos sentimentos e sensações, o que escrevo não é autobiográfico, eu chamo de usar a vida como matéria prima. Meu jeito de escrever é esse, e se me perguntarem isso é ficção? Ou não é ficção? – Está no papel(no caso, tá no blog), aconteceu ou não, é ficção.

Últimos Posts Por Thiago D.

CATEGORIA

Textos