Ser invisível é ver um aço aos oito anos de idade no banheiro da sua escola.

É ouvir seus professores reclamarem da vida e de como ganham mal.

É ir para escola e saber que a merenda que eles dão será provavelmente a única refeição do dia.

E então crescer querendo conquistar o mundo, enquanto em casa as prateleiras estão vazias. Eai como faz para ser herói enquanto à fome toma conta da sua situação?

Como faz para brincar, se a comida da casa é você que tem que levar. Você faz ideia de como é sustentar sua família aos dez anos, enquanto todos os coleguinhas da escola estão de tablet na mão?

Sentar no fundão para desaparecer, ficar invisível para esquecer da fome e do ódio que é ter que percorrer dez quilômetros a pé, com o estômago roncando e o sol rachando sua cabeça, enquanto você está com sono e triste por ter visto sua mãe fumando e sem jantar, pois ou era ela ou seus irmãozinhos que ficariam sem comer.

Escuto por aí:

– A isso não determina quem você vai ser, quem vai se tornar, tal pessoa se tornou alguém na vida e nasceu na favela, no lixão, mendigando por aí e ou vivendo de sobras.

Só gostaria de saber se você entende que isso é uma exceção, uma em um milhão, mas e os outros novecentos e noventa e nove? você enxerga a bomba relógio que ta por ai ? provavelmente não, pois do seu lar doce e quentinho é difícil ver alguma coisa, por isso digo que se os invisíveis vacilarem, não aparecerão.

Anúncios