“Se alguém precisa de religião para ser bom, a pessoa não é boa, é um cão adestrado.”

– Chagdud Tulku Rinpoche

E assim início a resenha da ultima edição da revista ateísta, que talvez seja a ultima a ser publicada, como o idealizador Gabriel Filipe mesmo disse no inicio da terceira edição.

Uma pena se assim for, pois gostei muito do conteúdo passado, cheio de dados científicos, com embasamento e pesquisas, sempre apontando detalhes e estatísticas sobre acontecimentos e fora os estudos que mostram a discriminação sofrida por ateus.

“A imposição de crueldade com boa consciência é uma delícia para os moralistas. É por isso que inventaram o Inferno.”

– Bertrand Russell

Nessa terceira e última edição foram mostrados fatos sobre como a religiosidade afeta a vida das pessoas, como dogmas são mantidos e repassados desde nossa infância, assim como afeta até nossa vida profissional, onde não teria que ter nada a ver uma coisa com a outra.

Também gostei muito da entrevista com Ricardo Boechat, jornalista e ateu que respondeu perguntas significativas.

“(…) se o céu é um suborno, o inferno é

evidentemente uma ameaça. (…) E ambos

parecem indignos da divindade, já que,

eticamente, o suborno é uma operação

muito baixa… e o castigo também.”

– Jorge Luis Borges

 

Anúncios