novembro 26, 2017

Os homem-menino.

Eu ficaria feliz se soubesse que minha filha namora um cara que a faça gozar.

Me decepciono todos os dias com os homens-meninos que permeiam nossa sociedade. Garotos com seus vinte e poucos anos que morrem de ciumes, que são inseguros, que sofrem com suas pequenas topadas em quinas de pedra. Meninos que não sabem o que é o sofrimento verdadeiro, que não sabem o que é a dor. Meninos que acreditam serem donos de suas garotas, que acreditam que colocar uma coleira em uma mulher os transforma em super-heróis, protetores da moral e ética. Homens-meninos que tem nojinho de boceta, xoxota, vagina. Homens-meninos que chamam tal órgão primordial de pepequinha. Homens-meninos que acham que lamber por cinco minutos é o suficiente para por a porra do hashi  dentro da mulher.

Do jeito que as coisas vão, é muito mais fácil que uma outra mulher faça minha filha gozar.

Mulheres entenderam como funciona o jogo. Elas sacaram que os bispos comem de lado, então elas preferem comer em “L”.

As garotas entenderam que seus dedos e línguas são armas poderosas.

Entenderam que tanto faz uma xota peluda ou uma xota lisinha, o que nós faz feliz, o que nós faz sentir poderosos são os gemidos de puro êxtase e prazer.

Mas os homens-meninos estão preocupados em terminar suas partidas ranqueadas. Os homens-meninos estão preocupados em compartilhar nudes com seus amigos bronhas. Os homens-meninos estão preocupados em procurar pelo termo “novinhas” no X-videos. Os homens-meninos se gabam das milhares de garrafas que dizem ter tomado, das muitas garotas que dizem ter pegado. Os homens-meninos fazem ceninha de ciúmes, chilique, diz que vai se matar. Os homens-meninos estão preocupados se suas camisetas tem etiquetas de lojas famosas. Os homens-meninos mandam a foto de seus paus para garotas de 14 anos de idade no Whatszap.

Eles não tem assunto, não sabem o que conversar.

Eles não sustentam suas máscaras pro muito tempo.

Eles tem nojo de boceta.

Ah minha filha, realmente eu tenho pena de você…

Tenho pena do que irá aguentar, dos homens que irão se aproximar, das cantadas dos medos.

Te darei um canivete borboleta quando fizer 12 anos.

Juro que aos 15 te ensinarei a atirar.

Prometo que arrancarei a cabeça de qualquer filho da putinha que se meter no seu caminho.

Maldito mundo que você irá nascer minha filha. Maldita geração, malditas pessoas. Mas irei te mostrar boa música, boas bebidas, e te ensinar sobre a vida. Quero te mostrar quem são as pessoas que vale a pena ter perto, quero te mostrar como afastar as pessoas que querem apenas te parasitar.

Quero que se lembre de mim quando eu partir, quero que fale para seus amigos sobre as músicas que seu pai te mostrou, sobre os uísques que bebemos juntos, sobre o violão e o canivete que te dei na juventude.

 

Anúncios

Participe da conversa! 3 comentários

  1. É assim meu caro Rhuan, os homens-meninos de hoje não sabem dar uma, nem como fazer a menina/mulher gritar de prazer!

    Curtir

    Responder
  2. […] Rhuan Rousseau Homem-menino In: De Saco Cheio e Mau Humor […]

    Curtir

    Responder

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Sobre Rhuan Rousseau

Tenho uma lista de filmes para assistir e um tanto quanto de livros para ler. O tempo é tão escasso nestes anos tão estranhos. Escrevo buscando entender este mundo, tal qual um escritor de um manual de instruções. Pretendo um dia ter uma casa com uma janela para um cemitério. Uma boa maneira de pensar na vida e no futuro indubitável de cada um. Agora buscando uma resposta para o futuro em antigas mitologias perdidas. Também querendo ganhar um dinheiro extra, sou um ser humano como todos os outros, e ter uma independência mesmo que pequena, comprar quadrinhos entre tantas outras coisas. Espero que gostem dos meus textos loucos e das minhas estranhas visões do mundo. Blog pessoal: http://omiopepsicopata.blogspot.com.br/ Twitter - @rhuanroussseau

CATEGORIA

Textos