Textos

Sociedade Robotizada

write-593333_1920

AOS QUE VIVEM COM PRESSA, STRESS E REFÉNS DA CAFEÍNA…

A realidade quase sempre é um caos. Trânsito congestionado, pessoas indo e vindo aceleradas e monitorando atentamente o relógio no pulso.

Não é muito difícil perceber que a sociedade hoje está programada, tudo segue um padrão imposto, desde a infância até a velhice. Como se ao nascermos o médico ativasse o botão “piloto automático” e em um passe de mágica, ou melhor, em um sistema configurado, tudo começasse a dançar conforme a música.

Os centros das cidades refletem este cenário, olhares se cruzam, mas não se enxergam; onde todos ouvem, mas ninguém assimila.

Crianças vão e vêm do colégio, jovens vêm e vão da faculdade, adultos vão e vêm do emprego, os idosos vêm e vão da padaria, do mercado, do médico, do banco, da fila do INSS.

Nos grandes centros, diversificadas vozes a reclamar se confundem e formam apenas ruídos. No meio de tanta poluição sonora provocada pelas buzinas inquietas, gritos, gargalhadas e sirenes, vejo como somos reféns de uma rotina estressante.

Somos todos robôs feitos de carne e ossos, programados conforme nossas tarefas, metas e horários.

Desde muito cedo, cada um de nós temos que começar a traçar nossas metas e objetivos. Lembra quando te perguntaram “o que você quer ser quando crescer?”, quando você ainda estava no 5º ano do Ensino Fundamental e não aceitaram como resposta “ser um super herói”, e ainda te aconselharam a ser um médico, advogado, engenheiro e ter uma carreira de sucesso.

E por incrível que pareça você teve que largar a idéia de ser um super herói e salvar o mundo para estudar e alcançar boas notas, estudar e alcançar boas notas, estudar e alcançar boas, estudar e alcançar boas notas, estudar e… Desse jeito mesmo, exaustivo.

Hoje tudo se resume em estudar, entrar em uma faculdade renomada, formar, ter um ótimo emprego, com um alto salário, casar, ter o carro do ano e ir vivendo refém do relógio e da cafeína.

Ninguém tem tempo livre, todos estão cansados com os ombros caídos e doloridos, sendo fuzilados por balas de monotonia.

Os brilhos dos olhos se apagaram, a excitação ficou perdida na esquina de casa, os amigos de afastaram, os casamentos se arrastam. São poucos os que ainda querem e tem ânimo para plantar uma árvore, fazer trabalho voluntário e viajar o mundo como desejavam quando crianças.

Nossos sonhos foram queimados, hoje apenas sobrevivemos na correria do dia a dia e só paramos para dar aquela respirada profunda e dizer para o atendente da padaria:

– Mais uma xícara de café, por favor!

Diante desse contexto caótico, o que mais desejo é ter o privilégio de acordar em um domingo e sair para correr ao ar livre. Sem trânsito, sem telefonemas, sem relógio, sem ruído.

Se você não estiver satisfeito com sua vida mude tudo de lugar, para no futuro não ser aquele que, com lágrimas nos olhos, canta o sucesso dos Titãs:

 “Devia ter amado mais, ter chorado mais, ter visto o sol nascer…”

Anúncios

Mineira, graduanda em Direito e alguém que escreve. Mas, se verídico for que exista vidas passadas, acredito fielmente que já fui um ser de asas. “De Saco Cheio e Mau Humor” é antes de tudo diversidade, de pensamento, de posicionamento e idealismo. Tem de tudo um pouco, esse é o diferencial. Liberdade para escrever, cada um no seu contexto. Facebook: https://www.facebook.com/cecilia.santi.39

5 comentários em “Sociedade Robotizada

  1. Olá, Cecília! =)
    Seu texto me fez lembrar de uma conversa que estava tendo com minha amiga mês passado. Falávamos de Liberdade e eu questionei o que é liberdade e se realmente somos seres livres ou se estamos a caminho ou até se já alcançamos alguma liberdade. Por isso, diante de suas palavras e todas essas verdades sobre a gente ser programado para um ideal da sociedade me parece que realmente não somos tão livres assim. E isso é uma bad…

    Ótimas palavras.

    Bjão,
    Diego, Blog Vida & Letras
    http://.blogvidaeletras.blogspot.com

    Curtido por 1 pessoa

  2. Opa, gostei muito desse texto. De fato, vivemos num tempo em que somos permanentemente alcançados por estímulos diversos, e com cada vez menos tempo livre. A escassez de atenção e a exaustão são duas das características dessa sociedade super acelerada em que vivemos mergulhados…

    Curtido por 1 pessoa

  3. Oi Cecília!!
    Nossa, parabéns pelo texto. Infelizmente viramos reféns de uma vida cada vez mais cansativa. Se a gente não estuda, não consegue um bom trabalho. Se estuda, ainda assim pode está na fila do desemprego. É bem complicado!!
    Bjs
    https://almde50tons.wordpress.com/

    Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: