Textos

O homem que morreu na noite de natal.

La fora não haveria esperança. A chuva forte que anunciara o inicio do verão daquele lugar trouxesse em si memórias boas de um passado que não existia mais. Seu aniversário sempre fora próximo das festas de fim de ano, e, por isso, o mês de dezembro sempre teve sua magia especial. Quando criança, as luzes de natal, o cheiro daquela comida típica, anual. Um clima diferente, um calor abraçava as pessoas e um conforto, mesmo utópico, deixava tudo que era ruim em muito bom. Não haviam brigas, não haviam desconfortos, era, nem que fosse só aquele mês, uma paz, uma tranquilidade, alegria de fato.

Mas agora era tudo memória, agora tudo vivia como se fosse explodir. Agora só haveria solidão. No escuro de seu quarto ele comeu um bolo duro, um refrigerante ali esquecido. No escuro ele começou a trabalhar em sua bebida ali guardada. Lá fora, chuva, a mesma chuva que permeou todos os seus aniversários. Chuva, chuva que afogara todas suas lembranças. Chuva. Nada mais.

Não haveria mais aquela sensação. Não haveria mais os grandes jantares. Os familiares já estavam mortos, os amigos nunca mais mandaram notícias. A escuridão se tornou sua única e verdadeira amiga. Tudo acabou pouco a pouco, tudo se tornou distante, frio, triste.

Ele fechou os olhos e parou de respirar.

Ele fechou os olhos e conseguiu encontrar o conforto do passado.

Ele fechou os olhos na noite de natal.

Anúncios

Tenho uma lista de filmes para assistir e um tanto quanto de livros para ler. O tempo é tão escasso nestes anos tão estranhos. Escrevo buscando entender este mundo, tal qual um escritor de um manual de instruções. Pretendo um dia ter uma casa com uma janela para um cemitério. Uma boa maneira de pensar na vida e no futuro indubitável de cada um. Agora buscando uma resposta para o futuro em antigas mitologias perdidas. Também querendo ganhar um dinheiro extra, sou um ser humano como todos os outros, e ter uma independência mesmo que pequena, comprar quadrinhos entre tantas outras coisas. Espero que gostem dos meus textos loucos e das minhas estranhas visões do mundo. Blog pessoal: http://omiopepsicopata.blogspot.com.br/ Twitter - @rhuanroussseau

0 comentário em “O homem que morreu na noite de natal.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: