O sonho é o irmão da morte.

Raphael Draccon me surpreendeu uma vez mais, essa fantasia é simplesmente incrível, a narrativa é uma coisa que eu nem consigo explicar direito, é realmente demais. Gostaria de dizer para vocês que gostam de livros imersivos: Leiam fios de prata, você precisa se sentir dentro dessa história, não quero dar spoilers, então fiquei com a sinopse:

Mikael Santiago realizou o sonho de milhares de garotos. Aos 22 anos era o jogador brasileiro com o passe mais caro da história do futebol. Mas à noite os sonhos o amedrontavam.

Às vezes, o que está por trás de um simples sonho – ou pesadelo – é muito maior que um desejo inconsciente. Há séculos, Madelein, atual madrinha das nove filhas de Zeus, tornou-se senhora de um condado no Sonhar, responsável por estimular os sonhos despertos dos mortais. Uma jogada ambiciosa que acaba por iniciar uma guerra épica envolvendo os três deuses Morpheus, Phantasos e Phobetor, traz desordem a todo o planeta Terra e ameaça os fios de prata de mais de sete bilhões de sonhadores terrestres.

O Homem é do tamanho do seu sonho.
Mikael Santiago ainda se sentia pequeno.

Envolvido em meio a sonhos lúcidos e viagens astrais perigosas, a busca de Mikael pelo espírito da mulher amada, entretanto, torna-se peça fundamental em meio a uma guerra onírica. E coloca a prova sua promessa de ir até o inferno por sua amada.

Fios de prata tem um personagem em comum com O Coletor de Espíritos, pois ambos os livros são do mesmo universo. Recomendo muito a leitura.

 

Anúncios