janeiro 9, 2018

Estrelas e planetas.

Olhávamos para o céu e eu te mostrava o que era estrela e o que era planeta.
Um beco escuro em uma faculdade pública, achávamos que ninguém poderia nos ver.
Éramos bobos e insensatos, talvez um dos melhores momentos das nossas vidas.
Nunca encontrei ninguém que me chamasse de Anarquista com tanta propriedade.
Você já deve ter dominado algum mundo superior, sempre foi muito inteligente, e, na época, tinha uns dezesseis anos.
Ainda escuta Freddie Mercury de madrugada?
Ainda tenho aquela foto da sua bunda.
Quando te encontrei da segunda ou terceira vez, a dica que você me deste para te beijar foi o cheiro de menta na sua boca.
Éramos especialistas dos locais públicos.
Talvez pudéssemos nos tornar comentaristas políticos, mas tanto faz.
Nunca consegui saber de onde você me espionava, safada.
Nunca encontrei alguém que chupasse tão bem.
Agora você está ai, correndo sua vida, conhecendo gente nova, se tornando mais inteligente.
Está certa, deve ser a mestra das grandes discussões.
Não tenho dúvidas, você era foda e tinha dezesseis anos, imagina agora que já passa dos vinte.
Fizemos anal umas duas vezes antes daquele guarda nos pegar. Maldito empata foda. Ele me viu com as calças nos joelhos e você teve que pegar um ônibus lotado sem calcinha.
Ainda nos vimos umas duas vezes, mas tem coisas que ficam melhor no passado não é?
Infelizmente não ficamos bêbados e rasgamos livros inúteis em praças públicas. Eramos tão bons nestas coisas.
Éramos tão bons em reclamar (eu ainda continuei reclamando).
Dentro de ti existiam duas: a garota virginal e a demônia, mal devo saber como estes dois entes ainda conseguem conviver.
Dentro de ti existiam duas: a garota religiosa e a garota que engolia, ambas quentes e gostosas, ambas destrutivas o bastante.
Estive tomando cerveja e fumando cigarros naquele nosso lugar secreto. O céu lá continua lindo.
Tive a impressão de ter visto você do ônibus, mas não tenho certeza. As pessoas mudam, envelhecem, amadurecem. Eu continuo o anarco beberrão.
Escutando Freddie Mercury.
Diferenciando estrelas de planetas.

Anúncios

Participe da conversa! 1 comentário

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Sobre Rhuan Rousseau

Tenho uma lista de filmes para assistir e um tanto quanto de livros para ler. O tempo é tão escasso nestes anos tão estranhos. Escrevo buscando entender este mundo, tal qual um escritor de um manual de instruções. Pretendo um dia ter uma casa com uma janela para um cemitério. Uma boa maneira de pensar na vida e no futuro indubitável de cada um. Agora buscando uma resposta para o futuro em antigas mitologias perdidas. Também querendo ganhar um dinheiro extra, sou um ser humano como todos os outros, e ter uma independência mesmo que pequena, comprar quadrinhos entre tantas outras coisas. Espero que gostem dos meus textos loucos e das minhas estranhas visões do mundo. Blog pessoal: http://omiopepsicopata.blogspot.com.br/ Twitter - @rhuanroussseau

Últimos Posts Por Rhuan Rousseau

CATEGORIA

Textos