Você nunca será feliz se insistir em tentar descobrir o que é a felicidade.
Você nunca viverá verdadeiramente se estiver procurando o sentido da vida.

– Albert Camus

Em a sutil arte de ligar o foda-se, Mark Manson não mede palavras para deixar claro que à vida não é um mar de rosas e, ele sabe tão bem quanto eu, quanto você e todos nós que a vida é dura e que se sai melhor quem consegue receber mais pancadas e continuar de pé.

É disso que o livro trata, é disso que o Manson quer nós dizer nas 224 paginas.

P_20180119_144438.jpg
Trecho do livro A Sutil Arte de Ligar o F*da-se

Mark ao decorrer do livro vai nós dando boas porradas na boca do estômago, suas verdades são embasadas com um ou outra história que ele vai contando no decorrer do livro, histórias reais, fatos que aconteceram aqui e ali com pessoas no decorrer da vida, gostei dessa maneira que ele usou para ilustrar seus pensamentos e chegar a diversas conclusões que eu já pensei mais de uma vez, mas alguns gatilhos devem ser disparados varias vezes até que você pegue o jeito e entendo o que aquilo quer dizer, então posso dizer com certeza que é um dos melhores livros que já li e direi os porquês.

Primeiro Mark não é do tipo de pessoa que deixa de fazer, dizer ou pensar algo só para agradar alguém. E deixa explicito como quem faz isso prejudica na vida e prejudica os outros. Esse é sem dúvidas uns dos pensamentos que carrego na minha vida a bastante tempo ser quem sou e foda-se.

Porém ele deixou um ensinamento importante: Se questione mesmo, sempre, até quando achar que está certo, pois ninguém está certo na verdade, apenas uns estão menos errados do que outros.

A realidade é algo simples: se parece que é você contra o mundo, é provável que seja só você contra si mesmo.

Essa a arte do foda-se que ele retrata no livro, é o simples fato de você aceitar que a vida não é um conto de fadas, que não é preciso estar otimista sempre, achando que tudo está bom e tem um lado positivo, que tudo vai dar certo e que as situações vai melhorar por si só, a arte do foda-se é aceitar que a vida muitas vezes é uma bosta, que pessoas magoam umas as outras, que acontecem merda o tempo inteiro e que sim, tudo pode dar errado, você pode fracassar, se dar mal, se ferrar e tudo bem. Pois a vida é isso. Essa sutil arte de ligar o foda-se é mostrar que você não precisa se torna uma pessoa delirante, que acha que se não pensar nos problemas eles vão deixar de existir.

O desejo de ter mais experiências positivas é, em si, uma experiência negativa.
E, paradoxalmente, a aceitação da experiência negativa é, em si, uma experiência positiva.

– Allan watts ( lei do esforço invertido)

Bom esse livro já faz parte dos meus favoritos, e o lerei outras vezes, para fixar os aprendizados que contem nele, recomendo a todos.

Anúncios