De graça

E se tudo desse errado, o que você faria mesmo de graça ?

Eu amo programar, sabe criar soluções, poder mudar a vida das pessoas para melhor, fazer elas ganharem o que tem de mais precioso nesse mundo: o tempo.

Mas essa foi a profissão que eu escolhi e com ela ganho dinheiro para me sustentar, não consigo faze-la por hobby, pois nesse mundo capitalista precisamos de dinheiro.

Mas fiquei pensando sobre o que eu faria da minha vida mesmo que de graça, acho que já faço que é escrever para vocês. Amo criar histórias, contos e também colocar para fora meus pensamentos, reflexões e ideias, fazer com que quem leia o de saco cheio e mau humor consiga sair daqui pensativo e reflexivo seja o tema que for do dia. E acho que estou conseguindo e isso me deixa feliz.

Às vezes na vida temos que parar para andar direito, parar para rever tudo que anda acontecendo. De vez em quando faço isso e, esse texto é exatamente isso, ando reflexivo esses dias e acho que estou indo em direção do que gosto e de me tornar alguém que eu goste de ser.

Isso talvez não será bom para muitas pessoas, mas é ótimo para quem realmente importa, que no caso, sou eu.

Acredito que por isso surgem tão boas ideias ultimamente, como uma frase que ouvi uma vez:

As boas ideias nascem da intenção de fazer diferente.

E com essa perspectiva, aprendi que as boas ideias nascem de inputs de diferentes universos, compreende ?

Acredito que nasce de tudo que você lê, de tudo que você vive, de tudo que você faz da sua vida e também surgem com as pessoas com quem você se relaciona, por onde você anda e o que você assiste e vê por ai, então te pergunto:

O que você tá fazendo para aumentar seu repertório?

O que você tá fazendo para aumentar seus conhecimentos?

Mesmo que seja de graça, tem muita coisa nesse mundo para fazer com que nós nos tornemos pessoas melhores, então para de ficar parado ai esperando a vida passar e como diria o grande poeta Rael, vai, levanta e anda!

É de graça.

Anúncios

Autor: Thiago D.

Minha maior arte é a forma que eu vejo o mundo e as coisas que acontecem ao meu redor, tenho uma empatia muito grande, entendo como as coisas estão acontecendo ou devem acontecer e isso ajuda na minha percepção para fazer sistemas, estruturar raciocínios lógicos e a construir textos, contos e afins. Busco colocar em palavras os mais diversos sentimentos e sensações, o que escrevo não é autobiográfico, eu chamo de usar a vida como matéria prima. Meu jeito de escrever é esse, e se me perguntarem isso é ficção? Ou não é ficção? – Está no papel(no caso, tá no blog), aconteceu ou não, é ficção.

Uma consideração sobre “De graça”

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s