Textos

A garota do interior.

Eu fui muito longe para te ver.
Uma promessa de foda faz um homem mover montanhas.
Você também era bem divertida,
apesar do feminismo brochante.
Andei por toda minha juventude nestes movimentos de esquerda
e talvez isso tenha me feito sentir um certo asco.
Deveras, agitar bandeiras nunca fora meu forte.

O interior onde tu moras é realmente bonito.
Foste me buscar na rodoviária.
Dirige super mal o carro do irmão.
Cabelos ruivos balançando ao vento.
Camisa do Nirvana rasgada.
Não era bela, não era feia.
Seus defeitos e suas qualidades
brigavam como cães famintos.

Bebemos, eu estava cansado.
Horas de viagem a fio.
Ela ainda morava com os pais
(vergonha para uma garota de 26 anos)
porém, todos saíram para se divertir no carnaval,
um carnaval bem longe.
Seus beijos não me me animaram, te dissera
que eu ficava com sono ao viajar.

Dormimos pelados.
Agarrados, bêbados e castos.

Acordei com o seu ronquinho e sua bunda
na minha pélvis.
As quatro da manhã eu decidi trabalhar naquela
boceta angelical.
Era uma traidora do movimento, só tinha pelos
da sobrancelha para cima.
Acordei-a com minha língua dentro de sua xota.
Acordei-a tal qual todo homem deveria acordar a mulher amada.

Não era uma garota de grandes curvas,
mas sua conversa era encantadora.
Seus gemidos abafados, resultados pela
deliciosa fricção dos meus dedos em seu clitóris
eram o trompete de Chet Baker ou de Dizzy Gillespie.
Seu interior, quente, úmido, luxurioso, saboroso. Derramava
e espalhava pelos lençóis limpos.
Segurava em suas finas e ossudas coxas
Seus olhos se encontravam com os meus
ela tinha me dito, tempos atrás, que só trepava usando óculos
porque era muito excitante ver o pau deslizando para dentro.
“Menina suja, eu dissera com pequenos risos”

Cobri-a com meus saudosos 78 quilos.
Trepamos por várias horas.
Trepamos pelo resto da madrugada.
Uma ou outra pausa para cigarros e vinho.
Uma ou outra pausa para reabilitações de gozadas esporádicas.
Meus relatos são semelhantes as histórias de Sherlock Holmes; Watson só
mencionava os acertos, nunca as falhas.
Dormimos ao amanhecer.

Eu nunca tinha ido tão longe para uma trepada.
Ela ficou puta comigo,
quando descobriu que eu havia fodido também com
sua melhor amiga.
Mas isso foi bem depois, uma outra história.
Mulheres e suas irmandades malucas.
Escrevi este poema porque ouvi Nirvana
e lembrei de você.

Anúncios

Tenho uma lista de filmes para assistir e um tanto quanto de livros para ler. O tempo é tão escasso nestes anos tão estranhos. Escrevo buscando entender este mundo, tal qual um escritor de um manual de instruções. Pretendo um dia ter uma casa com uma janela para um cemitério. Uma boa maneira de pensar na vida e no futuro indubitável de cada um. Agora buscando uma resposta para o futuro em antigas mitologias perdidas. Também querendo ganhar um dinheiro extra, sou um ser humano como todos os outros, e ter uma independência mesmo que pequena, comprar quadrinhos entre tantas outras coisas. Espero que gostem dos meus textos loucos e das minhas estranhas visões do mundo. Blog pessoal: http://omiopepsicopata.blogspot.com.br/ Twitter - @rhuanroussseau

3 comentários em “A garota do interior.

  1. Thiago que texto em… 😊
    Parabéns. Adoro sua escrita. que menina safadinha em.

    Um forte abraço. ..

    Curtido por 1 pessoa

  2. Isa Miranda

    Adorei. Os seus textos são sempre interessantes, gosto dessa “pegada” de como escreve! =)

    Curtido por 1 pessoa

  3. Olá Thiago…
    Achei muito interessante o texto falando da garota do interior.É bem assim mesmo. Estilo rebelde, estilo tímida.. quando dei fé ja tinha lido o texto todinho…
    Parabéns pelo texto.

    Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: