Fui chuva,
quando sua represa secou.
Fui água,
pra nutrir o teu amor.
Fui semente,
pra te nascer flor.
Fui alimento,
quando a fome aumentou.
Fui alfabeto,
pro’cê criar verso.
Fui brilho,
pra brotar na sua boca
sorriso.
Fui poesia,
pra não te deixar sozinha.
Fui fogo,
pro inverno do teu
corpo.
Fui sol,
pra escuridão do teu
coração.
Fui o refrão,
preferido da canção.
Fui sentimento,
pra despertar sua emoção.
Fui tudo
pra segurar a sua mão.
Fui,
já não sou…
Hoje outro peito é
o que você quiser.

Anúncios