Textos

Um canto qualquer

Quero chorar calado num canto,

onde ninguém possa ver o meu pranto,

inacessível, guardado privado

Lugar perfeito pra chorar calado.

 

Quero um tempo pra viver minha dor

Extravasar o vazio que minh’alma guardou

Gritar e urrar, sem ninguém ouvir

Se ninguém ouvir, não tem como julgar

 

Quero estar só

pra lembrar do teu olhar

do teu sorriso sincero a me esperar.

E da tua boca carnuda a me beijar.

 

Estar a vontade pra abraçar minhas pernas

com a mesma intensidade que me abraçava.

quando precisava do abraço terno

que só teus braços sabiam me dar.

 

e nesse lugar escuro,

talvez finde minha vida.

pra quem sabe, poder te encontrar.

com braços abertos a me abraçar.

 

Quem sabe em uma corda, balançar no ar

quem sabe dormir e não mais acordar

talvez atravessar a avenida sem, para os lados olhar

Ou apenas, dama do lago virar.

 

Mas no momento só quero um quarto,

uma cama, um playlist e minha solidão

pra livrar a garganta desse nó amargo

e aliviar a armadura do meu coração.

Anúncios

Sou um ser humano multifacetado. Pra me conhecer, tem que estar disposto, a conviver com um monte de mulheres em uma só. Hora furacão, hora bonança, hora o próprio cão, hora criança. Sou eu... pra saber mais... ah! Vai ter que descobrir.

0 comentário em “Um canto qualquer

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: