Livros Resenhando

A Boa Filha (TAG Inéditos #1)

Assinei a TAG Inéditos assim que li sobre a proposta deles de trazer todo mês um livro inédito no brasil, essa ideia é muito boa.

No kit vêem um marcador personalizado, um infográfico sobre o livro, curiosidades, sobre o autor e assim por diante, e como não poderia faltar; o próprio livro inédito.

A TAG explica que o livro pode ser lançado posteriormente no Brasil por outras editoras, porém a versão que eles entregam é exclusiva, capa, diagramação e afins.

Como primeiro livro da TAG Inéditos, eles foram muito bem em escolher a boa filha, pois o livro é arrebatador, é de uma escrita impecável, a não ser que teve alguns erros na tradução, algumas palavras erradas, espero que melhorem isso nas próximas edições, mas o livro é tão magnifico que esses problemas não tiraram a experiência que a história podia proporcionar.

Karin Slaughter, criou um livro que retrata muito bem a relações humanas, como tudo tem consequências, ela mostra nessa narrativa que tem dores que nos acompanham para o resto de nossas vidas, que tem traumas que nos causam danos sérios e eternos.

Esse foi um livro que demorei a ler, pois em alguns momentos eu parava muito para refletir sobre tudo que estava acontecendo, sobre como Charlie estava conseguindo viver, ou como Sam ainda continua na ativa mesmo depois de tudo, e conforme as paginas iam passando, mais eu as entendia.

O Capítulo 15 desse livro, é surreal de tão denso e pesado, é de uma imersão tão tangível, é simplesmente fantástico, não posso dar spoiler e não quero se não estragaria a experiencia de alguém, mas posso falar com toda certeza que é um dos capítulos de livro que mais me marcaram na vida.

São 480 paginas de uma história realmente foda, valeu muito apena e depois desse livro acabei assinando 1 ano de Tag inéditos, então galera, se preparem que terá resenhas legais aqui sobre todos os livros que eu receber.

Anúncios

Sobre Thiago D.

Minha maior arte é a forma que eu vejo o mundo e as coisas que acontecem ao meu redor, tenho uma empatia muito grande, entendo como as coisas estão acontecendo ou devem acontecer e isso ajuda na minha percepção para fazer sistemas, estruturar raciocínios lógicos e a construir textos, contos e afins. Busco colocar em palavras os mais diversos sentimentos e sensações, o que escrevo não é autobiográfico, eu chamo de usar a vida como matéria prima. Meu jeito de escrever é esse, e se me perguntarem isso é ficção? Ou não é ficção? – Está no papel(no caso, tá no blog), aconteceu ou não, é ficção.

3 comentários em “A Boa Filha (TAG Inéditos #1)

  1. Mássylla

    Olar, tenho interesse no empréstimo ahahaha
    Livrão bixo 😍

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: