Textos

O lado ruim, das coisas boas

Ela abriu o ziper dele enquanto ele trocava da segunda para terceira marcha, então um sorriso se abriu automaticamente em seu rosto. Afinal de contas, qual homem não sorri quando entende que vai receber um boquete.

Ela lambeu a palma da mão e, puxou o pau dele pra fora da calça, depois de duas bombadas, caiu de boca!

Paraíso: essa era a única e possível definição para aquele momento, a garota entendia do que estava fazendo, mas a concentração dele estava divida entre as suas duas cabeças.

E ele pisava fundo no acelerador enquanto ela engolia tudo sem pudor.

A mão dele trocou a marcha ao mesmo tempo que seu pé pisou na embreagem, cento e sessenta quilômetros por hora  em uma estrada, qualquer homem se sente tão livre quanto o superman nesse momento, mas com um boca no seu pau, você não é somente indestrutível, o mundo pertence a você nesse estante de êxtase.

Mas o lado ruim, das coisas boas, é que geralmente, elas duram pouco.

E a concentração dele foi toda para o prazer, sua cabeça de cima desligou enquanto a de baixo se eriçou, um bom boquete te leva as alturas, mas aquele os levaria a morte.

As mãos dele foram se soltando do volante, indo em direção dos cabelas dela, ele queria toca-la, e então foi tudo tão rápido.

O som da buzina do caminhão estava distante, eles escutavam lá longe, seus sentidos estavam concentrados no tesão, ela fazia garganta profunda, quando sentiu a caricia dele ajeitando seus cabelos atrás da orelha, enquanto a outra mão dele deslizou pelo seu rosto, foi quando ela notara que ele não estava se concentrando na estrada.

Os olhos dela se arregalaram, ela sentiu um gosto na boca, e ele relaxou, mas ela ouviu a buzina alta e perto o bastante, o caminhão já estava encima deles, ela tentou tirar o pau de sua boca e ele tentou virar o volante, mas ambos sem sucesso, pois a colisão aconteceu.

Bateram de frente, ele morreu instantaneamente com o impacto, pois a frente do carro foi completamente destruída, mas a carroceria do carro pressionou a cabeça dela para baixo, impedindo que ela se levantasse, então  ficou presa com o pau na boca. Ela não conseguia respirar pelo nariz, e o pau a impedia de respirar pela boca, as ferragens perfuraram seus pulmões e o noticiário mais tarde anunciou;

Prazer fatal – jovens são encontrados mortos em acidente na estrada

Anúncios

Sobre Thiago D.

Minha maior arte é a forma que eu vejo o mundo e as coisas que acontecem ao meu redor, tenho uma empatia muito grande, entendo como as coisas estão acontecendo ou devem acontecer e isso ajuda na minha percepção para fazer sistemas, estruturar raciocínios lógicos e a construir textos, contos e afins. Busco colocar em palavras os mais diversos sentimentos e sensações, o que escrevo não é autobiográfico, eu chamo de usar a vida como matéria prima. Meu jeito de escrever é esse, e se me perguntarem isso é ficção? Ou não é ficção? – Está no papel(no caso, tá no blog), aconteceu ou não, é ficção.

1 comentário em “O lado ruim, das coisas boas

  1. Mássylla

    Pesado!

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: