Textos

Malandragem do amor!

Sobre
a malandragem
do amor
a gente desenrola
do jeito que for.

Eu faço rima
a gente fecha
parceria,
explodimos
poesia!
Papo vai
papo vem
e até na treta
a gente se resolve
bem.

Nossa habilidade
lida com o amor
feito arte.
Nossa halidade
lida com o amor
cheio de liberdade.
A festa
é eu e você,
o resto
“nem” interessa.
Não sou boa
de promessa
mas prometo
não viver nada
com pressa!
Para de marra
nenê,
deixa o lance
nascer
certos duetos
podem
surpreender.

Já somos
completos
por isso falamos
o mesmo
dialeto.
Não é que eu seja
a metade da sua
laranja
é que eu
também sou louca
e entendo
sua loucura na
manha.

Pode pá,
que os ciclos
vão rodar
e na minha
existência
cê vai
tropeçar.
Pode pá,
que sou toda
minha mas
também sou
excelente
companhia,
se não fosse
pra fortalecer
eu “nem” vinha.
Pode ficar
a vontade
aqui os
sentimentos
são trabalhados
na simplicidade.

Cê é tão
bonzinho
comigo
cedeu
teu peito de
abrigo,
um cadinho
do teu
carinho
deixa meu
leão
mansinho.

Poxa preto,
com você
eu sambo
daquele jeito,
miudinho
no teu passo
pra gente ganhar
o mundo
inteirinho.

Nossa conexão
é coisa
que em galáxia
nenhuma
tem explicação!
A gente
pode enfiar o
pé na estrada,
trocar votos de
madrugada,
perder o ar
por tanta risada,
a gente pode
se aventurar
e nesse mundão
se jogar,
podemos fazer
uns filhos
comprar um sítio,
não penso em
casar
mas com
você posso até
aceitar. Será?!

Soube me levar
quando colocou
a amizade em
primeiro lugar,
soube me levar
quando tirou
minha paz
pra dançar.
Cê sabe reagir
quando tromba
uma mulher
dona de si!

Oh menino,
inventamos nosso
próprio destino.
Oh menino,
esse seu sorriso
é um perigo.
Oh menino,
já me liguei
que tu é
passarinho
mas cansou
de voar
sozinho,
a gente
pode construir
um ninho.
Vamos voar
juntos nessa
imensidão
porque amor não
é prisão.

Sei me virar
mas é muito
melhor quando
cê vem me
acompanhar,
posso ver o
pôr do sol
de qualquer lugar
mas é daora
ter você junto
pra admirar,
sei andar
por todo tipo
de trilha
mas é loko
quando sua
mão tá na
minha,
os corpos
podem até estar
separados
mas nossas almas
são um eterno
abraço.

Tu anda
sendo inspiração
do meu refrão,
tu anda
sendo a disritmia
do meu coração.
Oh moço
que situação,
as borboletas
do meu
estômago
estão sem
fôlego!

O planeta roda
a gente não se solta,
o planeta roda
a gente se enamora,
qual o fim dessa rota?

Encosta,
bora valer
uma aposta
que a
resposta
é: a gente se
gosta!

A malandragem
do amor
é mesmo assim
quando rola
preto “nem”
dá pra impedir,
“nem” precisou
regar o jardim
eu nasci aí
e enfim
cê floriu
dentro de mim!

Anúncios

0 comentário em “Malandragem do amor!

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: