Nós somos muito dependente um do outro, contudo às vezes não queremos aceitar isso. O problema é que mesmo não querendo você vai depender de alguém, nem que seja indiretamente. O que fazer nesse caso? Aceitar. Como dizemos, “aceita que dói menos”.

E acredito que desenvolvemos esse “medo” pelo fato de que talvez essa pessoa te deixará na mão no futuro vindouro. Não digo que fará isso por ser ruim, por não se importar, às vezes o fará por não ter suporte para te dar, por não ter a maturidade necessária para estar ao seu lado em determinado momento.

É muito difícil de entender isso, complicado demais se colocar no lugar do outro, ter empatia. Cada um pensa de um modo, entende e interpreta de uma forma, tem uma cultura, uma criação. Talvez nesse caso o melhor a ser feito é demonstrar que pode ser um ótimo ouvinte.

Não permita que uma pessoa se distancie de você porque não pôde ajudá-la, tente demonstre seu cuidado com ela.

Anúncios