Tem dias que não queremos ouvir discursos. Parecem que o muito dizer, não diz nada que interesse… Interessante!

É justamente quando as palavras se tornam supérfluas, que o mundo começa a conversar com a gente.  Sei lá! Pode ser só um momento: saco cheio cerebral.

Mas são nesses momentos que a gente começa a entender que muito do que nos empurram, são enlatados que consumimos mentalmente e nos matam fisicamente.

Quando começamos a entender que o mundo se comunica conosco com poucas palavras, nos libertamos para viver muito melhor. Tudo faz muito mais sentido, então passamos a entender um olhar malicioso, um gesto impensado e vemos neles uma oportunidade de crescer emocionalmente. A vida fica mais limpa quando os discursos se tornam menores e a sensibilidade interna maior.

Talvez seja seja esse, o segredo de viver melhor: Silenciar a mente e proteger os ouvidos, mas  olhar adiante, se dispondo a ver o mundo através de uma perspectiva que poucos exploram: silenciar as palavras para ouvir a realidade falar.

 

 

Anúncios