Poemas

Saúde adoentada!

Saúde, médico e paciente: todos doentes.

Fila de hospital crescendo,
gente gritando.
Fila de hospital crescendo,
gente morrendo.
Fila de hospital,
gente no calvário habitual.
Fila de hospital,
gente passando mal.

Médico tem a missão biológica da estabilidade,
é o deus da realidade,
faz todo dia milagre.

Qual vida tem mais importância pra ciência?
Qual procedimento faz com
menos custo?
Dia a dia no hospital público,
cada segundo chama luto.

Paciente faz teste de paciência,
esperando a profundidade da doença.
Morte em evidência?
Todo sistema fadiga por carência!

Médico grita: – Vamos rasgar, o tumor retirar e uma vida salvar!
Diz alguém por perto: – Isso se nesse inferno tivesse paramento.
É doutor não foi para tudo que a Universidade te preparou?
Dane-se!
Vamos cair dentro de mais um peito,
sem recurso e sem lamento!
A vida vem gemendo.

Corredor de aflição,
a cada pulsação diminui a respiração.
Falta de maca pra acomodação,
é luxo como resort cinco estrelas no verão.

Médico tenta salvar como dá,
desespero faz gente surtar.
Médico tenta apaziguar,
gente que não suporta mais esperar.
Médico em escassez,
no plantão da vez,
na pessoa da vez,
na intervenção da vez.
Compaixão faz cirurgia na sensatez!

A culpa do caos é de quem?
Do médico que pela profissão falta gana?
Sistema falido e todo afetado.
Machucado espalhando.
Vírus alastrando.
Médico desgastado?
Paciente não é culpado!
É justo o doente ter um preço e o caixão ser endereço?
Óbito é o destino lógico?

Estetoscópio,
bisturi e cicatriz.
Pressão,
artéria e agulha.
Tesoura,
linha e pele costura.
Raio X,
osso e nada diagnosticado.
Fratura,
incisão e péssima oxigenação.
Dor,
lesão e convulsão.
Coágulo da emoção!

Saúde com catapora,
nunca melhora.
Saúde sangrando o nariz,
hemorragia infeliz.
Saúde com pneumonia,
catarro e agonia.
Saúde febril,
termômetro explodiu.
Saúde com caroço,
pleno desgosto.
Saúde com leucemia,
acabou a quimioterapia.
Saúde na depressão,
entristeceu a multidão.
Saúde com infecção generalizada,
parece piada mas não tem remédio pra nada!

A saúde é desenganada,
ferida descuidada,
necrose causada.
IML lotado,
corpo desperdiçado!
Todo exame o resultado: virose ou resfriado.

Anúncios

1993, primavera, onda do mar, colorir desenhos, sentir o vento, borboletas e tartarugas, corpo, esperança, poesia-dislexia-ironia, morango, minimalista, deusas e deuses, verde, liberdade, orquídea, reflexão, arte, contradição, movimento, conexão, sensível, bruta, sol e lua, incenso de arruda, escrever e a palavra favorita é transcender. [insta: @baunilhapoetica]

2 comentários em “Saúde adoentada!

  1. Poema diferente, nunca tinha lido um com este tema. gostei.
    http://visivaglobal.com/

    Curtir

  2. Pingback: Saúde adoentada! — De Saco Cheio e Mau Humor | SAUDE

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: