Textos

Esteja aqui agora

Eu já andei frio, com as ideias bagunçadas.

Andei querendo ficar sozinho, não partilho mais minha tristeza, muito menos minha felicidade.

Eu andava me afastando e machucando as pessoas, isso era o que eu queria e consegui ao longo de muitos anos.

Eu não sei o que há, nem o que está acontecendo, mas estou tentando voltar. E o pior de tudo é que eu não consigo voltar por completo, é difícil. Talvez eu só precise de um tempo, talvez só seja uma fase, ou talvez nunca passe.

Acho que o que eu mais preciso é de alguém à quem eu possa me apoiar durante as recaídas, alguém em quem eu possa confiar, alguém que seja verdadeiro comigo e que não pense em pular fora a todo momento.

Difícil de entender, não? Tenho este jeito de ser, mas por trás de todo este amadurecimento, escondo uma solidão que cresceu comigo ao passar dos anos, desde que perdi meu irmão, de repente me senti completamente sem chão.

Mas foi necessário crescer, pois se eu não crescesse não iria saber lidar com os problemas em minha vida.

Todo amadurecimento vem seguido de uma lição.

Pareço ser forte, mas sou frágil e quebrado.

Pareço seguro, mas estou mais perdido a cada dia.

E quantas vezes palavras ditas por mim com ironia e situações sarcásticas, esconderam um menininho com medo, que estava se fazendo de homem.

Sim, minha arrogância não passava de pura defesa!
Eu não sei se é pior minha ironia ou meu silencio.

Existe apelo maior do que o meu próprio silêncio? O meu silêncio é como um grito de socorro!

Posso não dizer, mas você não tem ideia de quantas vezes tive que sair por aí com um sorriso que não era meu.

Anúncios

Sobre Thiago D.

Minha maior arte é a forma que eu vejo o mundo e as coisas que acontecem ao meu redor, tenho uma empatia muito grande, entendo como as coisas estão acontecendo ou devem acontecer e isso ajuda na minha percepção para fazer sistemas, estruturar raciocínios lógicos e a construir textos, contos e afins. Busco colocar em palavras os mais diversos sentimentos e sensações, o que escrevo não é autobiográfico, eu chamo de usar a vida como matéria prima. Meu jeito de escrever é esse, e se me perguntarem isso é ficção? Ou não é ficção? – Está no papel(no caso, tá no blog), aconteceu ou não, é ficção.

0 comentário em “Esteja aqui agora

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: