Alma Doente.

Minha alma está doente há muito tempo
Não lembro quando um dia esteve saudável
Há tempo que não vejo um céu limpo
As dor da tempestade se tornou insustentável

Se a vida arde no peito, a dor arde no coração
Em chamas, minha pele carboniza
Se resta ainda tempo, não restará razão
E no desespero se encontra beleza

E no auge da dor, apenas resta o sofrimento
De ter o prazer de dormir e a dor de acordar
Com a coragem de desaparecer no vento

Quando a flor que foi plantada
No meu túmulo florescer
Saberá que minha alma doente estará curada

Anúncios

Autor: Rhuan Rousseau

Tenho uma lista de filmes para assistir e um tanto quanto de livros para ler. O tempo é tão escasso nestes anos tão estranhos. Escrevo buscando entender este mundo, tal qual um escritor de um manual de instruções. Pretendo um dia ter uma casa com uma janela para um cemitério. Uma boa maneira de pensar na vida e no futuro indubitável de cada um. Agora buscando uma resposta para o futuro em antigas mitologias perdidas. Também querendo ganhar um dinheiro extra, sou um ser humano como todos os outros, e ter uma independência mesmo que pequena, comprar quadrinhos entre tantas outras coisas. Espero que gostem dos meus textos loucos e das minhas estranhas visões do mundo. Blog pessoal: http://omiopepsicopata.blogspot.com.br/ Twitter - @rhuanroussseau

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s