Com os dedos encravados no seu couro cabeludo eu puxo. Quero te puxar para dentro de mim ao mesmo tempo que estou dentro de você. Te puxo, puxo seu desejo para tudo que deseja, quero que você seja a mulher mais feliz do mundo durante estas horas. Se existe o desejo mais certo, este provável se torne o desejo louco. Não existirá nada além de você e deste lugar, dos cheiros e das sensações. Estes minutos se tornarão eternos, estas horas serão os próximos minutos e não haverá esquecimento até a próxima noite. Encravo os dedos e puxo seu cabelo. Sinto a força e escuto o gemido. A sua bunda bate no meu tórax num barulho que poderia acordar a vizinhança. Não há gemidos, tudo seria o silencio mais completo se pele não espalmasse com pele. O desejo externa no puro gozo da carne e estar dentro de você é o melhor lugar que eu posso estar.

Você geme a primeira vez.

Poderia pensar que estaríamos nus às três da manhã de uma terça-feira quando você me conheceu? Quem bebe vodka naquele horário não pode prever o próximo passo. Nós somos estrelas cadentes, moradores de terrenos baldios, sujos por natureza, não haverá uma história certa, concreta, abstrata, medonha que não possamos contar. Não sei, olhei e você olhou também. Bebemos juntos durante muito tempo e isto me rendeu o seu número de telefone. Tudo isso para que eu o esquecesse no fundo do meu casaco durante todos estes meses. Eu tenho este problema, penso nisto enquanto sua bunda bate na minha barriga. Tenho este problema e sinto o calor da sua boceta no meu pau. Tenho este problema e sinto o gozo vim, daí penso nos problemas e ganho mais uma hora de sexo selvagem com você.

Lembrando que você não atendeu da primeira vez, mas da segunda conversamos toda a madrugada. Não sei qual é a graça de se masturbar pelo telefone. Mandei algumas fotos, você outras, e já éramos íntimos à distância. Quando um relacionamento digital se torna completamente líquido, sua xota ao vivo não teria a mesma graça, pois já vi, já sei todos os seus segredos graças a tecnologia suprema do celular. Muitos nerds reunidos em uma garagem pensaram no sistema operacional que me fez enviar a foto do meu ereto pau para uma mulher em outro lugar, bem longe. Toda a inventividade da internet investida em pornografia barata, as vezes errada. Progresso.

Pensei nisto tudo porque queria gozar.

Quero te culpar pela boceta apertada, desgraça. Seus cabelos negros estão colados nas costas. Meu quarto é quente e você bate a bunda na minha barriga fazendo um barulho de pele com pele. Como bater uma costa da mão na outra. Te segurar pelo cabelo e te xingar: vadia, vadia, vadia, vadia. Sou machista só para fazer elas gozarem. O cheiro da carne com carne, o suor, o escuro e o barulho dos carros. Sempre terá aquele cachorro latindo a esmo, ou a buzina no cu da madrugada. Estamos intensos na nossa brincadeira e já penso nas conversas pós foda que dariam um bom texto. Quatro garrafas de cervejas vazias no pé da cama. Ela comprou cervejas de ótima qualidade com seu salário de funcionário público de um banco. Ela comprou uma noite em um motel que nunca poderia pagar, mas isso será no futuro, em uma outra história. Agora estamos aqui, no meu sétimo andar, fodendo e escutando cachorros latindo no cu da madrugada.

Os pensamentos acabam e o gozo vem. O gêiser primordial se entranha naqueles pelos pubianos. Tão raro uma mulher que não se depila. Ela, ainda de quatro, se vira fazendo escorrer partes minhas pelo travesseiro que irei me deitar depois. Suas unhas passeiam pelo meu corpo e sua boca chega cada vez mais perto. Nos beijamos e caímos novamente na cama. Logo mais, o terceiro tempo. Agora ela me contará de sua vida, das escolhas, dos sonhos e dos desejos. O sexo é a tampa aberta da intimidade. Escreveremos na carne todos estes momentos e no dia de amanhã seguiremos nossas vidas com esta intimidade guardada. Para sempre esta noite será nossa, para sempre este amor será seu.

Seu beijo me acorda pela manhã. Está vestida e pronta para partir. Ela se vai com sua vida, trabalho e seus sonhos. Eu fico com seu cheiro nos meus lençóis.

Anúncios