Você sabe lidar com a sua frustração? Me perguntei isso enquanto ainda estava na sala da psicóloga, e me respondi em automático: não, eu ainda não sei lidar com o que me frusta e machuca. E sabe porquê? Simplesmente não consegui deixar de cobrar a mim mesma e as pessoas ao meu redor. Sempre a espera de um retorno equivalente ao que me doei a ser e a fazer.

Mas é aí que a ficha cai! Que o pulo do gato surge! Cada coisa tem seu tempo. As pessoas na maioria das vezes não vão me retribuir da mesma forma, e às vezes nem eu mesma para elas! E só depois de um bom tempo fui entender melhor isso. Ora, ninguém pensa igual a ninguém, as ações são diferentes, cada um tem um pré conceito sobre algo. Talvez o outro até retribua da sua melhor forma, mas o melhor dele às vezes é pouco pra você. Ou às vezes foi sua vez de não retribuir algo para alguém na mesma proporção.

E sabe em que resolvi focar? Em olhar mais o lado bom das pessoas, entender que estamos todos em processo de constante evolução e é claro que vamos errar, é com os erros que aprendemos. Como já dizia Renato Russo “temos nosso próprio tempo […]”, ou seja, cada um tem um tempo certo para amadurecer e lidar melhor com coisas que ocorreram. E é isso que venho tentando fazer, lidar com o que aconteceu outrora e aprender com essa bagagem para que me torne uma pessoa melhor.

E fazendo isso acabei sendo mais perceptiva ao que estava ao meu redor, pessoas que estavam a meu lado no qual não apenas retribuiram mas que fizeram além do que esperei. Esse sem sombra de dúvidas é um belo primeiro passo para começar a lidar com algumas dificuldades e frustrações.

Anúncios