A dois três atrás (2016) estava enfim formado em análise e desenvolvimento de sistemas, mas ter concluído essa formação significava outras coisas, me fez lembrar da minha história. Da história da minha família e estou feliz por ter conseguido, por estar trabalhando na área que eu amo, quantas pessoas realmente fazem o que gostam em suas vidas ? mas triste por meu pai e meu irmão não estarem aqui para compartilharem esses momentos comigo, foi difícil, deu vontade de desistir, quase o fiz… mas consegui e eles tiveram grande peso mesmo não estando aqui, mas não foi por eles meu pai e irmão, foi por nós!

Eu apostei e disse;

– Vai lá você consegue.

E Hoje pensando, voltei uns cinco anos e seis meses atrás ( 2014 ) para quando iniciei a faculdade e tinha trabalhado alguns meses como temporário em uma empresa que prestava serviços a um banco.

Nela juntei o dinheiro da matricula e da mensalidade do primeiro semestre todo, e disse novamente para mim mesmo;

– tenho esse semestre pra arrumar um emprego e manter meus estudos.

Mas a vida não é assim, não é mesmo ?

Se passou o primeiro semestre e não havia conseguido um emprego, e não era por falta de procurar entrevistas, entrei de férias na faculdade e tinha um mês para conseguir um emprego, pagar a rematrícula e continuar estudando e adivinha ? Acabou as férias e era inicio de agosto de 2014, eu estava desempregado e não ia poder continuar estudando o que amava, mas eis que um amigo de infância disse o seguinte: “Eai lembra daquela empresa que eu sai? O dono de lá quer conversar com você de novo”.

Isso mesmo de novo porque tinha tentado uma vaga nessa mesma empresa a alguns meses atrás e nunca havia recebido a ligação de resposta.

Fui lá novamente e faltando dias para acabarem as rematrículas, consegui um estágio de desenvolvedor dotnet(C#), caralho… Lembro da sensação até hoje, foi foda.

E fiquei nessa empresa por dois anos, onde aprendi demais e conclui minha formação, porém já estava estagnado e precisava de novas oportunidades para crescer e aprender mais, então fui me aventurar no mercado de trabalho, um pouco mais confiante, agora tinha experiencia, além de começar a empreender junto com uns amigos, então fundamos uma Startup chamada Comics’ Soul. Que é uma plataforma para quem ama história em quadrinhos. E oferecia o melhor do mundo dos quadrinhos para todos e em todos os lugares!


Nessa época consegui uma vaga em uma empresa que desenvolvia aplicativos e eu iria ganhar um pouco mais. Fiquei com medo de sair do certo, para ir para o duvidoso, conversei com algumas pessoas próximas, falei com meu chefe e tomei a decisão. Iria para  o novo emprego.

Precisei trabalhar em ambas empresas por um período de 15 dias, pois a empresa que eu trabalhava na época, precisava de mim, eu era a pessoa mais capacitada e que conhecia mais os softwares e tudo mais, então trabalhava em uma de dia e na outra de noite, ficava exausto mais era preciso e eu tinha pique ainda, era novo.

Então entrei no novo serviço que era algo que não conhecia muito, WebApi e NoSql para os aplicativos consumirem, mas sou uma pessoa que aprende fácil e tenho facilidade com tecnologias, e a equipe era demais, meu primeiro dia com todos foi numa sexta feira, já fomos em um happy hour, conheci bem até demais todo mundo e todos me conheceram, fiz amigos naquele dia, sabia disso e sou amigo de alguns deles até hoje.

Mas não sei dizer ao certo o motivo, mas fui demitido depois de trabalhar um mês nessa nova empresa e pensei;

Acabei de me foder muitoooo sai de um emprego que estava estável para entrar nesse novo emprego que me demitiu com 30 dias de serviço, me disseram que precisavam de alguém com mais experiência e que desse um gás nos projetos, eu estava aprendendo e quase finalizei um sistema web completo em 1 semana. Lembro da expressão da pessoa que me demitiu estava tão confusa quanto eu.

Compreendi e hoje sou amigo dela ainda, e fui nesse mesmo dia para o meu ultimo Happy Hour com a equipe, que eles não sabiam claro e eita trupe boa, aquela turma era demais. E bebamos bastante no Hooters da paulista, fomos levar uma garota da equipe para conhecer o lugar. Que garota alegre, era contagiante e depois partimos para augusta e bebemos mais e mais, então decidimos ir para uma balada, eu iria pela primeira vez.
Mas não deu certo, a galera já não estava bem e fomos todos embora.

E depois disso, consegui um trabalho em uma startup de biometria e reconhecimento facial, que na época era residente do coworking CUBO, um centro de empreendedorismo em são paulo. Mas para contar sobre como consegui entrar nessa startup tenho que ligar os pontos dessa história toda.

Então vamos lá ?

A primeira exigência quando me chamaram na entrevista da empresa de reconhecimento facial, era que eu soubesse fazer WebApis para os aplicativos consumirem. ( Lembra que eu disse que trabalhei em uma empresa para fazer isso ? e fui demitido rapidamente. )

A segunda e mais importante era ser familiarizado com ambiente de startup, que as mudanças acontecem rápido e a todo instante. ( Eu empreendia na minha própria startup a comic’s soul )

e então os pontos se ligaram, e eu entrei na empresa.

Meu chefe, que me entrevistou era muito exigente para contratar pessoas, ele queria uma equipe de alta performance, não dava para esperar menos de alguém que era formado pelo MIT e pela universidade de Harvard, como fiquei sabendo posteriormente.

E eu aprendi muito com ele, lembro que nas primeiras semanas fiz uma reformulação nas Apis para os aplicativos e como não era familiarizado com essa nova empresa, me baseava em alguns códigos antigos da mesma, por conta de prazos curtos.

Quando meu chefe viu aquilo, ele disse;

– Quero brigar com você por algo que você fez, não por aquilo que
deixou de fazer…

Foi como um tapa na cara e pensei comigo mesmo;

– VAI LÁ, VOCÊ CONSEGUE!!!

E você que está em dúvidas do seu potencial, digo e repito para você;

– VAI LÁ, VOCÊ CONSEGUE!!!