Não*
Nós somos aqueles que ainda estão vivos
Nós somos aqueles que ainda tentam sentir alguma coisa
Nós somos aqueles que se recusam a apodrecer em uma morte errante, como todos os outros

Nós queremos viver, não apenas existir
Nós queremos um sentido, por que nós nos recusamos a apenas comer e cagar e reproduzir e morrer como todos os outros
Nós queremos algo diferente
Nós queremos o que foi prometido a nós

Vocês deveriam ter nos libertado
Vocês deveriam ter percebido que era tudo uma mentira e nos contado
Ao invés disso, vocês cometeram suicídio
E se tornaram mortos vivos em uma linha de produção

Por que eu não deveria fazer o mesmo?
De forma literal, para que não me tornasse um zumbi como vocês
Seria mais fácil, e bem menos doloroso
Mas, infelizmente, eu quero viver
Então saiam da porra do meu caminho

 

*ver texto “Luto e Melancolia”

Anúncios