Olhe para aquela velha amarga
Sentada à mesa com seus netos
Você pode ver as marcas de desprezo e moralismo
Arrependimentos e sonhos desperdiçados em seu rosto

Como este ser desgraçado pôde viver até agora sem ser punido?
Parece que seu único propósito é tornar a vida dos outros pior

Isso não teve coragem de não se reproduzir
Nem de acabar com sua existência patética, e com a maldição que vem com ela
Mas teve coragem de criar vida senciente
E projetar todo o ódio que sentia de si mesmo nela

Oh, criança, como eu queria que você pudesse ver
Que a vida não é o que essa bruxa diz
Que você não é o que essa bruxa diz
Não a deixe comer seu coração

Atire isso no fogo e feche a porta
E jamais olhe para trás

Anúncios